saneamento basico
ETE em Paraty

Águas do Brasil emitirá debêntures para expandir obras

Imagem Ilustrativa

A emissão de debêntures prevista para esse ano, faz parte da estratégia do Grupo Águas do Brasil, uma das maiores companhias privadas de saneamento básico no país. Vencedora do leilão do bloco 3 da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), com o lance de R$ 2,201 bilhões e que será operado pela Rio + Saneamento a partir do 2º semestre deste ano.

A expectativa é aumentar em 50% da receita bruta com o início das operações.

A Águas do Brasil assumiu o serviço de saneamento básico de uma área formada por bairros da zona oeste do município do Rio de Janeiro e mais 20 cidades fluminenses e terá que investir R$ 4,7 bilhões durante os 35 anos de contrato de concessão para universalizar água e esgoto nas áreas concedidas.

Municípios que integram a área de abrangência da Rio+Saneamento:

Bom Jardim | Carapebus | Carmo | Itaguaí | Macuco | Natividade | Paracambi | Pinheiral | Piraí | Rio Claro | Rio das Ostras | Rio de Janeiro (AP-5 — bairros integrantes listados abaixo) | São Fidélis | São José de Ubá | Seropédica | Sumidouro | Trajano de Moraes | Vassouras.

Bairros do município do Rio de Janeiro que serão atendidos pela nova concessionária:

Bangu | Barra de Guaratiba | Campo dos Afonsos | Campo Grande | Cosmos | Deodoro | Gericinó | Guaratiba | Inhoaíba | Jardim Sulacap | Magalhães Bastos | Paciência | Padre Miguel | Pedra de Guaratiba | Realengo | Santa Cruz | Santíssimo | Senador Camará | Senador Vasconcelos | Sepetiba | Vila Kennedy | Vila Militar.

Abastecimento em Petrópolis

A Estação de Tratamento de Água (ETA) Araras está localizada em Bonsucesso, no município de Petrópolis. Terá capacidade de tratar 18,5 milhões de litro por dia e beneficiará diretamente mais de 120 mil moradores dos bairros de Pedro do Rio, Posse, Itaipava, Nogueira, e indiretamente todo o município será favorecido, uma vez que seu sistema será interligado.

A ETA, em concreto armado, fará a captação de água bruta no Rio das Cidades, com uma estação de tratamento de ciclo completo convencional, com reaproveitamento da água de lavagem de filtros e decantadores. Sua capacidade final é de 210 l/s, sendo que a fase inicial da construção comportará a metade desse volume, 105 l/s. A ETA Araras possuirá 08 (oito) conjuntos de floculação em paralelo, equipados com 08 (oito) floculadores mecânicos em série (paletas e turbinas), além de 04 (quatro) decantadores e 08 (oito) filtros rápidos descendentes.

A metade destas unidades será construída na 1° etapa da obra e o restante na 2º etapa, com custo de implantação de aproximadamente R$ 32 milhões.  A ETA Araras é um projeto que se destaca por sua tecnologia avançada, visto que será totalmente automatizada, que pode ser monitorada e controlada pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária Águas do Imperador. Outro fator relevante é o aspecto ambiental, uma vez que a ETA possui sistema automatizado para desidratação de lodo, resíduo que poderá ser reaproveitado na produção de cerâmica.  Além da ETA, a reservação da cidade foi ampliada com a construção de um reservatório de 1 milhão de litros, que receberá toda a produção de água para posterior distribuição, dando assim maior eficiência e segurança hidráulica a todo o processo. A ETA Araras foi projetada pela empresa PROJETAE ÁGUA E ESGOTO, as bombas de captação são da HIGRA, o equipamento de des

A emissão de debêntures prevista para esse ano, faz parte da estratégia do Grupo Águas do Brasil, uma das maiores companhias privadas de saneamento básico no país. Vencedora do leilão do bloco 3 da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), com o lance de R$ 2,201 bilhões e que será operado pela Rio + Saneamento a partir do 2º semestre deste ano. Aa expectativa é aumentar em 50% da receita bruta com o início das operações.

A Águas do Brasil assumiu o serviço de saneamento básico de uma área formada por bairros da zona oeste do município do Rio de Janeiro e mais 20 cidades fluminenses e terá que investir R$ 4,7 bilhões durante os 35 anos de contrato de concessão para universalizar água e esgoto nas áreas concedidas.

Fonte: OE.

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »