saneamento basico

Codevasf investe R$ 4,5 milhões para construir 133 barragens

A ordem de serviço para a construção de 133 pequenas barragens subterrâneas e a aquisição de 106 kits de irrigação em Sergipe foi assinada, nesta quinta-feira (19), pelo superintendente regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Aracaju, Paulo Viana, e pelo governador do estado de Sergipe, Jackson Barreto. A Codevasf vai investir R$ 4,5 milhões na ação, que contemplará municípios que decretaram estado de emergência em 2013 por conta da estiagem.

O superintendente Paulo Viana destacou os esforços feitos em parceria com o governo do estado para beneficiar a população sergipana. “Temos atualmente cerca de R$ 38 milhões em investimentos realizados em conjunto com o governo de Sergipe. Além do convênio para a construção dessas pequenas barragens, temos parcerias para implantar sistemas de esgotamento sanitário em três cidades, para pavimentar os corredores de escoamento dos perímetros do Baixo São Francisco e para repassar 15 sistemas de abastecimento de água à Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso)”, afirmou.

O governador Jackson Barreto, que durante a solenidade anunciou também outras ações para ampliar a oferta de água, disse que a construção de barragens, a implantação de sistemas de abastecimento e a perfuração de poços atendem ao anseio das pessoas que ainda sofrem com o problema da falta de água. “Não se pode governar sem se conhecer a realidade do estado. Precisamos levar ações para o povo mais pobre, porque essa é a missão do poder público”, declarou.

O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos de Sergipe (Cohidro), Mardoqueu Bodano, afirmou que as ações beneficiam os sergipanos que mais carecem de água. “Esses investimentos vêm depois de um verão que trouxe muito sofrimento para o povo da região do semiárido, graças a convênios firmados com o Governo Federal para a entrega de perfuratrizes e com a Codevasf para fazermos 133 pequenas barragens e doarmos 106 kits de irrigação”, disse.

As 133 barragens subterrâneas terão capacidade para acumular aproximadamente 200 m³ de água. Os kits de irrigação, por sua vez, podem irrigar áreas de até 2 hectares. A Cohidro será responsável por fornecer assistência técnica e capacitação aos agricultores contemplados com kits de irrigação, bem como por elaborar os projetos de engenharia para a construção das barragens. As iniciativas vão permitir que agricultores do semiárido produzam alimentos mesmo no período seco e garantir o fornecimento de água a pequenas propriedades rurais.

A ação é fruto de um convênio firmado em abril deste ano entre a Codevasf e a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri). O total de investimentos para a construção das barragens e instalação de kits de irrigação será de aproximadamente R$ 4,8 milhões. Desse valor, R$ 4,5 milhões serão repassados pela Codevasf – os recursos são oriundos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – e outros R$ 360 mil serão investidos pelo governo do estado como contrapartida. As ações serão desenvolvidas em municípios que estão inseridos na área de atuação da Codevasf em Sergipe.

Na solenidade, o governo de Sergipe entregou uma máquina perfuratriz, repassada ao estado pelo Ministério da Integração Nacional por meio de convênio, no valor de R$ 124,3 milhões em recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que contemplou os nove estados do Nordeste e Minas Gerais. Foram assinadas também ordens de serviço para a reabilitação de poços, em convênio com a Petrobras e com o Ministério da Integração Nacional.

Fonte: FaxAju
Veja mais: http://www.faxaju.com.br/conteudo.asp?id=175802

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »