saneamento basico

Guia de Compras

Evaporador de cloro

Evaporador de Cloro

O modelo Série 200 é completamente isolado e é provido de alarmes dispostos em um painel de controle dedicado montado no evaporador.

Faça sua Cotação Agora

Descrição Completa

Evaporador de cloro

O evaporador de cloro converte até 230 kg/h (12.000 lb/dia) de cloro líquido para gás dentro de sua serpentina, que fica totalmente submersa no interior do aparelho.

O modelo Série 200 é completamente isolado e é provido de alarmes dispostos em um painel de controle dedicado montado no evaporador.

A operação do evaporador de cloro é completamente automática e não requer supervisão.

Ele é projetado para uso em instalações em que são requeridas grandes quantidades de gás, como em grandes estações de tratamento com demanda proporcional de cloro para tratamento de água e/ou efluentes.

Mais detalhes do evaporador de cloro fabricado pela Fluid Feeder:

  • Alta eficiência em transferir calor;
  • Baixa manutenção – depósitos na serpentina reduzidos;
  • Banho-maria completamente isolado;
  • Painel de controle integrado;
  • Serpentina normalizada de acordo com o código ASME;
  • Serpentina totalmente submersa;
  • Todos os parâmetros críticos monitorados via contato seco ou através de transmissores proporcionais.

Como funciona o evaporador de cloro

A vaporização do cloro é obtida passando o líquido através de uma serpentina de troca de calor dentro do banho-maria. Esse banho é aquecido pelos aquecedores imersos com temperatura controlada. O isolamento eficaz do banho-maria previne a perda de calor do sistema e maximiza a proporção de energia usada na conversão de líquido para gás.

O nível do cloro líquido dentro da serpentina aumenta ou diminui durante a operação, dependendo da demanda. Isso previne a formação de depósitos de resíduos, um problema comum com evaporadores tipo vaso de pressão. Como resultado, têm-se a minimização de paradas para limpeza e o menor custo de manutenção assim como o prolongamento da vida útil operacional. O Série 200 é projetado para ser integrado a um completo sistema de cloração Fluid Feeder. Esse sistema deve incluir uma unidade de dosagem de capacidade adequada e outros equipamentos necessários entre o evaporador e o sistema de dosagem.

Grande eficiência

O sistema de troca de calor Fluid Feeder, tipo serpentina, tem até 1,5 vezes mais área de contato com o banho-maria do que a maioria dos sistemas de vaso de pressão tradicionais. A grande área superficial da serpentina também aumenta a eficiência pelo acréscimo do movimento térmico da água dentro do banho-maria, assegurando que a temperatura da água seja constante.

Excelente resistência à corrosão

A serpentina é totalmente submersa no banho-maria, portanto não existe corrosão, devido à ausência da interface ar/água. A serpentina tem maior proteção pelo uso do anodo de sacrifício de magnésio suspenso no seu centro.

Acréscimo de superaquecimento

A serpentina do evaporador gera até 20% de superaquecimento. Isso assegura que o vapor de cloro não se liquefaça novamente.

Mínima manutenção

A serpentina é autolimpante, o que permite que qualquer contaminação dentro do cloro líquido seja eliminada da serpentina. Tais contaminantes são, então, depositados em um filtro de grande capacidade. O projeto do evaporador Fluid Feeder também permite acesso direto a todos os componentes, fazendo com que qualquer manutenção necessária seja um procedimento fácil.

SAIBA MAIS SOBRE O PRODUTO

Vídeos, Artigos e Notícias - Mais Recentes
Regulamenta o incentivo fiscal à cadeia produtiva da reciclagem estabelecido na Lei nº 14.260, de 8 de dezembro de 2021.
A Air Liquide vai projetar, construir e entregar sua primeira unidade na América Latina de purificação de biometano produzido a partir de resíduos sólidos, no aterro de Cariacica (ES).
Por essa característica, a osmose é tão utilizada na produção de água potável a partir da água do mar, porque pode produzir água com uma concentração de sais ao redor de 200 mg/l a partir de uma água com 40.000 mg/l (média de salinidade da água do mar).
A avaliação foi feita por pesquisadores participantes de uma mesa-redonda sobre plásticos e microplásticos em águas brasileiras realizada na segunda-feira (08/07), durante a 76ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).
A construção civil no Brasil é um setor industrial robusto, dinâmico e, com a sempre crescente demanda imobiliária, desempenha um papel vital no desenvolvimento econômico e social do País.
Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça pode virar uma denúncia nas redes sociais. Quem é empreendedor sabe que tem muito mais fumaça do que fogo por aí, mas o público em geral não costuma conceder o benefício da dúvida.