saneamento basico
BRK ETE Lontra

Segundo CPI, resíduos de tratamento de água estão sendo descartados indevidamente em Sumaré/SP

Resíduos de tratamento de água em Sumaré

A Estação de Tratamento de Água (ETA) do Centro de Sumaré recebeu uma investigação na sexta-feira (23). Vereadores constataram que a concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto no município, a BRK Ambiental, está descartando resíduos oriundos do tratamento de água em tubulações fluviais da cidade.

As atividades da empresa estão sendo investigadas desde a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Câmara Municipal, em março desse ano.

O grupo responsável pelas averiguações é composto pelos vereadores: Digão (União Brasil), Lucas Agostinho (União Brasil), Ney do Gás (Cidadania), Pereirinha (PSC), Rudinei Lobo (PL) e Willian Souza (PT).

De acordo com os parlamentares municipais, essa maneira de descarte encontrada durante a visita resulta no retorno de produtos químicos ao meio ambiente.

O manejo inadequado de resíduos dessa natureza pode representar risco à saúde pública e ao ecossistema local. A prática vai contra as normas e regulamentações vigentes.

O presidente da CPI, vereador Willian Souza, explicou que “o lodo decorrente das ETAs pode causar diversos problemas quando não é devidamente gerenciado. Alguns dos principais problemas associados a esse resíduo são poluição da água; o rápido crescimento de algas, que consomem o oxigênio disponível na água, causando a morte de organismos aquáticos e desequilibrando o ecossistema; a contaminação do solo; a propagação de doenças; além do impacto estético e odor”, afirmou.

LEIA TAMBÉM: Regulamentação do saneamento segue incerta

William ainda reforçou que é fundamental que o descarte e tratamento do lodo das ETAs siga as normas e regulamentações ambientais. “Dessa forma, será possível prevenir esses problemas e minimizar os impactos negativos para o meio ambiente e para a saúde pública”, complementou.

A CPI convocou, na quinta-feira (22), uma reunião com a BRK Ambiental, em que foi explicado o Plano Municipal de Saneamento. A apresentação aconteceu no plenário da Câmara. Foi a segunda convocação que a concessionária recebeu para prestar esclarecimentos à comissão.

Fonte: Todo dia.

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »