saneamento basico

Mais eficiência no acompanhamento dos resultados de volume produzido utilizando meta sazonalizada

Resumo

O acompanhamento dos Volumes Disponibilizados de água tratada para um município ou para um setor de abastecimento é uma prática muito importante, porém, a avaliação de seus resultados se torna imprecisa quando deixa de considerar o padrão de consumo mensal específico para aquele sistema.

Quando se trabalha com metas mensais fixas de volumes disponibilizados, não se percebe as oportunidades de melhorias e maximização dos resultados que estão ali, nas pontas de nossos dedos. Este trabalho pretende mostrar um conceito bastante simples, mas muito eficiente e prático para fazer o monitoramento e gestão de um sistema de abastecimento de água.

O exemplo a ser demonstrado neste trabalho é de um município com subáreas caracteristicamente residenciais, industriais e mistas, atendidas por cerca de 30.000 ligações, 39.000 economias e uma população de 129.760 (2018 – estimativa IBGE).

Introdução

A gestão em Perdas está normalmente calcada sobre o gerenciamento dos resultados de certos parâmetros, isto é, a gestão se faz observando o resultado de ações passadas e normalmente com razoável defasagem no tempo. Outras vezes, quando se busca promover ação preventiva de combate às perdas, se faz uma espécie de aposta, ainda que com algum critério, e se espera o resultado para avaliar a eficiência da ação.

Como na questão de controle de perdas dificilmente é possível observar os resultados de forma imediata, estes podem revelar frustrações e as ações implementadas serão de difícil reversão, o que se pode entender como prejuízos pela aplicação de recursos, normalmente escassos. Ainda que fosse possível admitir a existência de excedente de recursos financeiros, humanos, etc., nunca será possível recuperar o tempo empenhado. Certas formas de gestão são tão empíricas que poderiam ser confundidas com exercícios de futurologia ou de loteria.

Por isso, se a gestão das perdas puder se basear em medições mais diretas e mais imediatas possível, tanto mais eficiente e assertiva ela se mostrará.

Normalmente, a gestão elege algum parâmetro ou parâmetros para avaliar a eficiência das ações e estabelece um prazo para medição e verificação do atingimento de uma determinada meta, normalmente anual.

Isso feito, o acompanhamento é normalmente avaliado em períodos menores, semestral, bimestral ou mensal, tomando-se como resultado esperado a própria meta proposta. Graficamente essa situação está representada na Figura 01.

Desta forma, não é levada em conta a característica própria daquele sistema que sofre influências sazonais e os resultados divergem daquela meta fixa, causando insegurança e incertezas sobre o real controle, ou não, daquele sistema.

Como, na prática, não ocorrem resultados exatamente iguais às metas esperadas, à medida que esses se consolidam, mesmo que haja alternância de resultados parciais acima e abaixo da meta, vai se tornando cada vez mais difícil garantir que a meta final será atingida.

A proposta a ser apresentada, além de procurar trazer agilidade à obtenção e avaliação dos resultados parciais, evidenciará o resultado a ser alcançado caso se mantenha a performance já efetivada, bem como promoverá o ajuste nas metas parciais a serem alcançadas, caso se deseje realmente atingir a meta final.

Autores: Mario Benetati Filho; Antônio Carlos Gonçalves; Hélio Belchior Barbosa; Marcelo Tadeu Muniz Pereira e Nathali Leite Proença.

baixe-aqui

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »