saneamento basico
Infraestrutura no Brasil

Como pagar por infraestrutura: quanto governos e investidores conseguem investir?

Infraestrutura no Brasil

Por: Breno Zaban, Fabio Ono e Frederico Turolla

O infra2038 é um projeto dedicado a promover infraestrutura no Brasil. Apoiar infraestrutura é fácil: pouca gente é contra tratamento de esgoto, metrôs ou boas estradas.

Como criar e manter infraestrutura, por outro lado, é um debate mais difícil, com algumas grandes questões.

Há quem diga que o governo deve investir grandes volumes de capital, diretamente ou aportando a empresários privados, tomando os riscos da fase mais crítica de empreendimentos que é a construção. Há quem diga, por outro lado, que o governo não consegue levantar o dinheiro necessário, e que os investidores privados é que devem investir, com base nas receitas futuras de cada projeto.

A discussão normalmente para nesses pontos. Para a discussão de todos eles, é invariavelmente relevante a capacidade do orçamento público, mas raramente são mencionados os dados que deveriam orientar o debate.

LEIA TAMBÉM: Impactos de investimentos em saneamento sobre saúde, usando o tempo das obras como variação exógena

Nessa série de textos, nosso foco será nos dados: qual é a capacidade de investimento do maior ente federativo do país, a União?

Em uma visão geral, os dados de receitas e despesas anuais da União são os seguintes:

Fonte: Elaboração própria a partir de dados do Tesouro Nacional

Fonte: Elaboração própria a partir de dados do Tesouro Nacional e do BACEN

Trilhões de reais

Os gráficos acima dão uma noção de magnitude: tanto receitas líquidas como despesas da União giram em torno de 2 trilhões de reais. Dão também uma noção de evolução: despesas e receitas têm crescido ao longo dos anos, com uma queda em termos reais a partir da pandemia de 2020.

Os gráficos também permitem observar que, entre 2014 e 2021, os gastos da União superaram sua receita líquida. Essa conta não inclui juros sobre a dívida; se fosse o caso, o déficit seria substancialmente maior.

Esta é apenas uma visão geral. Para se ter uma compreensão mais sólida do potencial da União de investir em infraestrutura, é necessário ir mais a fundo na análise das contas públicas. Nessa linha, nas próximas semanas exploraremos os seguintes temas:

  • Quanto dinheiro precisamos investir em infraestrutura por ano?
  • Quanto dinheiro a União arrecada?
  • Quanto dinheiro a União gasta, e em que?
  • Quanto dinheiro a União pega emprestado?
  • Síntese: quais são os números gerais a se ter em mente ao debater financiamento de infraestrutura?

Espera-se que esta série de textos ajude não só a informar o debate, como também a acalmar a discussão. Ao conhecer e concordar sobre os fatos financeiros básicos, podemos avançar o debate para soluções baseadas em evidências.

No fim das contas, todos queremos melhor infraestrutura. E entender as possibilidades e desafios financeiros é essencial para atingirmos esse objetivo.

Nessa linha, convidamos você a acompanhar nosso texto de semana que vem, quando discutiremos quanto dinheiro precisamos investir em infraestrutura por ano!

Fonte: EXAME.

Últimas Notícias:
Projetos IoT Áreas Remotas

Desafios de Conectividade em Projetos de IoT em Áreas Remotas

No mundo da Internet das Coisas (IoT), a conectividade é a espinha dorsal que permite a comunicação entre dispositivos e a coleta de dados em tempo real. Entretanto, em áreas remotas, onde a infraestrutura de rede de dados é escassa ou inexistente, estabelecer uma conexão confiável pode ser um desafio significativo.

Leia mais »