saneamento basico

Prefeito de Divinópolis anuncia início de obras da ETE do Rio Itapecerica

O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, anunciou na tarde desta quinta-feira (2) o início das obras das Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Rio Itapecerica. Cerca de R$ 200 milhões devem ser investidos na obra. A estação será construída em parceria da Prefeitura com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).

A previsão é de que as obras comecem no mês de agosto. Os trabalhos devem durar cerca de um ano e meio. De todo o esgoto produzido em Divinópolis, 10% já é tratado pela Estação de Tratamento Pará. De acordo com o Município, com a ETE Itapecerica e a ETE Ermida, o município terá 100% do esgoto tratado nos próximos anos.
Segundo o prefeito Vladimir Azevedo, a confirmação do investimento foi feita pela presidente da Copasa, Sinara Inácio, nesta quarta-feira (1º).

“O contrato será assinado e, conforme combinado com a presidente, será detalhado todo o cronograma de obra. Também estarão configuradas as alternativas da engenharia para recuperar os seis meses de atraso da obra. Este é o maior investimento ambiental da história de Divinópolis, que vai gerar muitos empregos para nossa economia”, disse Azevedo.

Plano de ações

No mês de julho de 2014 foi anunciado um plano de ações para salvar o Rio Itapecerica. Uma das primeiras medidas foi a contratação de uma balsa para a retirada das plantas. Além disso, foram anunciados desassoreamento e recomposição de encostas.

O chefe do Departamento Operacional da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) Maurício Pereira também esteve presente e reforçou que todo o esgoto da cidade estará 100% tratado até 2016, quando três estações de tratamento de esgoto estarão em pleno funcionamento. Uma delas está pronta e atende todos os bairros da bacia do Rio Pará.

Estação de Tratamento de Esgoto

De acordo com o anunciado à época, serão entregues, até 2016, três estações de tratamento de grande porte. A primeira, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Rio Pará, já está pronta. Segundo Maurício Pereira, a estação está localizada no Centro Industrial, perto do Bairro Icaraí. Os investimentos foram na ordem de R$ 9,5 milhões e ainda de acordo com ele, a estação atende todos os bairros da bacia do Rio Pará.

Além da ETE da bacia do Rio Pará, estão sendo projetadas também estações em Santo Antônio dos Campos (Ermida) e da Bacia do Rio Itapecerica, esta que será realizada em duas etapas. A primeira com previsão de conclusão para o ano de 2016 contará com a construção de dois reatores, quatro decantadores e outros quatro filtros. Na segunda etapa serão anexados mais dois filtros, um reator e dois decantadores. Ao todo, as estações terão capacidade para atender mais de 300 mil pessoas com tratamento adequado de 100% do esgoto coletado na cidade.

 

 

 

Fonte: G1
Foto: Gabriela Alvarenga/PMD/Divulgação

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »