saneamento basico

BNDES aprova dois empréstimos para a Chesf

São Paulo. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou ontem dois financiamentos à Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), que juntas somam R$ 1,2 bilhão. A primeira operação, de R$ 727,56 milhões, corresponde a 44,2% do total a orçado pela companhia em seu plano de investimento previsto para o período de 2012 a 2014.

Já o segundo financiamento representa 64,4% do valor a ser investimento em reforços e melhorias no mesmo período.

O plano de investimento contempla as obras de ampliação da Rede Básica do Sistema Interligado Nacional (SIN) e das instalações de transmissão de interesse exclusivo de centrais de geração para conexão compartilhada (ICG), arrematadas pela Chesf em leilões realizados entre os anos de 2008 e 2012.

Em comunicado, o BNDES explicou que os projetos visam à expansão do sistema elétrico do Nordeste. O objetivo é evitar sobrecargas e cortes de energia, além de permitir o escoamento para o Sistema Interligado Nacional da energia proveniente das diversas centrais eólicas a serem instaladas na Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte.

As instalações abrangerão também municípios localizados em Alagoas, Pernambuco, Piauí e Sergipe. Já as obras de reforço, melhoria e modernização da Rede Básica do Sistema Interligado Nacional na área sob responsabilidade da Chesf preveem a instalação, substituição ou reforma de equipamentos. Os investimentos também englobam ainda diversos municípios em Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Sergipe.

O banco informou que, segundo estimativas da empresa, o plano de investimentos proporcionará a geração de 9.590 empregos diretos, durante a fase de obras. Com as ações de reforço e melhoria, está prevista a criação de mais 14.606 postos de trabalho, entre diretos e indiretos, durante a execução do projeto.

Fonte: Diário do Nordeste
Veja mais: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1350085

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »