saneamento basico

“Há uma crise mundial de água”, diz o procurador Eduardo Oliveira

O Ministério Público Federal (MPF) lançou na manhã desta quarta-feira (29 de outubro), a campanha nacional “No fluxo da vida, cada gota conta”, em defesa do rio Paraíba do Sul. O evento aconteceu na Escola Municipal Pequeno Jornaleiro, no centro de Campos, e reuniu cerca de 100 alunos, pais, professores e secretários de meio ambiente.
A abertura se deu com uma palestra do procurador da República, Eduardo Santos Oliveira, idealizador da campanha, e do diretor da escola, Roberto Zofolli. De acordo com Eduardo, o principal objetivo da campanha é mudar a crença da sociedade de que a água é um bem renovável e todas as crises são momentâneas.
“Espera-se contribuir com o uso comedido de água. Temos que compreender a necessidade da preservação. O evento exige a participação de todos para que entendamos que há uma crise mundial de água que consiste na escassez, na poluição dos rios, na dificuldade de abastecimento. Há uma grande dificuldade do governo de reconhecer a existência dessa crise. Temos que enfrentá-la e nos conscientizar para mudar nossa crença sobre água. A mata que protege o rio está destruída. Se tratarmos a água como um bem econômico, nós perderemos”, explicou o procurador.
Após a palestra, os participantes puderam assistir a uma aula com a professora de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Marina Satika Suzuki, que foi convidada pelo Ministério Público. Na apresentação, Marina mostrou o quanto é gasto com água na produção de cada alimento que a população consome.
O MPF irá lançar a campanha em escolas de São João da Barra, São Fidélis e todas as cidades banhadas pelo rio Paraíba. “Depois vamos também para o Rio de Janeiro e São Paulo, pois não tem município a salvo. O objetivo é montar a ideia de que temos um sistema hidrográfico que extrapola as barreiras regionais. O problema do assoreamento é nacional”, ressaltou Eduardo.
Na escola Pequeno Jornaleiro, foram expostas fotos sobre o Paraíba do Sul, mostrando a atual situação em comparação com outros períodos menos severos de seca. Estudantes, pais, familiares, funcionários da escola e moradores do bairro participaram do evento. “A sociedade precisa dar valor a água e conservá-la para melhorar o futuro das crianças”, disse Ailza Rangel, mãe da aluna Taiza, de 10 anos.

 

O procurador da República frisou que é uma campanha pela educação, para todos que dependem da água para viver. “Vamos tomar várias medidas, mas a gente espera que os pais sejam multiplicadores dos conhecimentos. A água é um direito fundamental” disse.

Últimas Notícias:

#Comprometimento e Responsabilidade Técnica

Desde o início da criação da Comissão CE.010:105.007 – Comissão de Estudos de Produtos Químicos para Saneamento Básico, Água e Esgoto da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em março de 2004, atuo como profissional voluntário e imparcial em prol da sociedade brasileira. Esta Comissão faz parte do CB-10, Comitê Brasileiro de Química da ABNT.

Leia mais »
Cagece Rede Esgoto Chuvas

Cagece orienta sobre cuidados com a rede de esgoto durante período chuvoso

Com o início quadra chuvosa em todo o Ceará, os cuidados com as redes de esgoto e de drenagem precisam ser redobrados, e para evitar obstruções, extravasamentos e alagamentos, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) orienta que a população faça o uso correto dos dois sistemas. Dentre as principais orientações: não destinar água de chuva e lixo para a rede de esgoto da Cagece.

Leia mais »
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »