saneamento basico

UEPB obtém aprovação de projeto de cooperação científica internacional com a Universidade de Delft

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior (Capes) aprovou projeto de cooperação científica internacional entre a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Universidade de Delft, da Holanda. O projeto “Tecnologias de tratamento descentralizado de esgotos domésticos” conta com recursos da ordem de R$ 600 mil e contempla bolsas para doutorado sanduíche, pós-doutorado e pesquisador visitante especial.


Inclui também passagens, diárias, seguros saúde e auxílio deslocamento, além de recursos destinados a montagem do sistema experimental na UEPB, aquisição de material de consumo e livros. A execução da iniciativa terá duração de três anos.

De acordo com o projeto aprovado, professores da UEPB farão visitas a Universidade de Delft e docentes da instituição holandesa visitarão a UEPB, para acompanhamento do projeto e reuniões cientificas. O convênio vai possibilitar a aquisição, pelos pesquisadores da UEPB, de tecnologias modernas relacionadas ao uso de biorreatores de membranas dinâmicas para tratamento de resíduos, bem como a formação de recursos humanos com experiência internacional na Universidade de Delft, reconhecida mundialmente por suas pesquisas na área de tratamento de águas residuárias.

O convênio entre as instituições foi articulado pelo professor doutor Wilton Silva Lopes (UEPB), que atualmente cursa pós-doutorado na Universidade de Delft, e a coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental da UEPB, que possui Doutorado em Engenharia Ambiental desde 2012. O pesquisador visitante será o professor PhD Jules van Lier, que vai contribuir com a UEPB em estudos e pesquisas na área de tratamento de águas residuárias para seu reuso.

O Professor Dr Jules van Lier licenciou-se em Biologia com Especialização em Microbiologia na Universidade de Nijmegen e cursou mestrado em Tecnologia Ambiental na Universidade de Wageningen (ambas na Holanda). Realizou Doutorado em Tratamento Anaeróbio Termofílico de Águas Residuárias sob a supervisão do professor GatzeLettinga, também na Universidade de Wageningen. Seus projetos de pesquisa estão focados em fechar o ciclo e recuperar água a partir de efluentes industriais e águas residuárias para reuso na agricultura. Têm publicado mais de 200 artigos em periódicos internacionais qualificados e anais de congressos científicos. Atualmente é professor titular da Faculdade de Engenharia Civil e Geociências na Delft University of Technology. Foi diretor da Fundação “Associates Lettinga (LeAF)”, organização sem fins lucrativos que estimula a aplicação de tecnologias ambientais adequadas para a proteção ambiental e conservação de recursos, que tem o tratamento anaeróbio como tecnologia central. Atualmente, o professor Jules van Lier é membro do Conselho Executivo e Assessor Científico da Fundação LeA.

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »