saneamento basico
Gordura Rede de Esgoto

Sanepar apresenta novas PPPs na B3; projetos vão levar saneamento a 900 mil pessoas

Sanepar Novas PPPs

Mas a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) realizou na quarta-feira (13) uma audiência pública na B3, em São Paulo, sobre os projetos de Parcerias Público-Privadas (PPP) que serão contratados para as regiões Oeste e Centro-Leste do Paraná.

Na quinta (14), faz Market Souding (consulta de mercado), das 10h ao meio-dia, também na B3. Com transmissão em tempo real pelos canais da B3 no YouTube e LinkedIn.

Mas os projetos de PPP preveem a prestação de serviços de esgotamento sanitário em 112 municípios nas regiões Oeste e Centro-Leste do Paraná. Dividida em três lotes, a PPP terá investimento total estimado de R$ 2,9 bilhões. Até 2033, passarão a ser atendidos com coleta e tratamento de esgoto cerca de 900 mil pessoas nos municípios contemplados. Atendendo à meta do novo marco do saneamento.

Ademais na abertura do evento, o diretor-presidente da Companhia, Claudio Stabile, disse que essas parcerias visam acelerar a entrega de serviços de esgotamento sanitário, que são sinônimo de saúde pública preventiva.

“A Sanepar atende atualmente 80,2% da população com coleta e tratamento de esgoto. Estamos muito próximos de atender a meta estabelecida pelo marco do saneamento. Poderíamos fazer isso sozinhos, mas o objetivo é acelerar o processo com as PPP, o que significa entregar com mais celeridade uma vida melhor às pessoas”, afirmou.

Sanepar Novas PPPs

Primeiramente o diretor de Inovação e Novos Negócios, Anatalício Risden Junior, destacou que a PPP será para execução de obras e operação do sistema de esgotamento sanitário por um período aproximado de 24 anos. Mas a Sanepar continuará responsável pelo relacionamento com os clientes, com as prefeituras e o gerenciamento comercial nos municípios atendidos.

Portanto em sua apresentação, a especialista da Sanepar que coordena o processo da PPP, Marisa Capriglione, disse que termina no sábado (16) a consulta pública sobre as regiões Centro-Leste e Oeste.

“O primeiro período de consulta foi de 5 de julho a 2 de outubro. Reabrimos em 16 de novembro por mais um mês. As contribuições têm sido avaliadas e incorporadas por uma equipe multiprofissional”, explicou.

Aspectos Econômicos

Ademais ela ressaltou que o escopo da PPP é para coleta, transporte, tratamento e disposição final do esgoto, com obras e operação até o ano de 2048. Do total a ser investido, a maior parcela, de 48,4%, será na execução de rede coletora de esgoto, além de 24,7% na construção das estações de tratamento de esgoto.

Pois os documentos disponíveis para o processo licitatório, estão definidos área de abrangência, infraestrutura existente, estimativa de crescimento populacional, obras de responsabilidade da Sanepar e critérios para atendimento das ações Ambientais, Sociais e de Governança (ASG) exigidas pela Sanepar.

Portanto na apresentação dos aspectos econômicos e financeiros da PPP, o gerente de Projetos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) contratado pela Sanepar para o projeto, Charles Correa Schramm, disse que o contrato a ser estabelecido é bastante complexo, o que exigirá acompanhamento constante e rotineiro a fim de garantir a entrega de obras e serviços.

Foram definidos nove indicadores que serão avaliados por verificador independente contratado pela Sanepar. “São sete indicadores para os serviços prestados e dois para as obras, levando-se em conta a manutenção dos ativos, o atendimento aos usuários, os aspectos operacionais e ambientais”, explicou.

Contudo o aspecto jurídico da licitação e contratação da PPP foi apresentado pelo advogado Fernando Vernalha, consultor jurídico do processo. Segundo ele, os três lotes serão disponibilizados na modalidade de concorrência, com julgamento das propostas e habilitação dos concorrentes.

Em suma as propostas serão abertas em processo de disputa de lances. Com o critério de maior desconto sobre o preço do metro cúbico do esgoto medido. No lote 1, o preço máximo do metro cúbico é de R$ 6,82. No lote 2, de R$ 6,08; e no lote 3, de R$ 6,36.

PPP CENTRO-LESTE E OESTE – consulta pública até 16/12

  • – 112 municípios
  • – 900 mil pessoas passarão a ter serviços de coleta e tratamento de esgoto
  • – Investimento R$ 2,9 bilhões

Três lotes:

  • Lote 1 – Centro-Leste – 36 municípios – R$ 934 milhões – 221.900 pessoas com serviço de esgotamento sanitário até 2033
  • Lote 2 – Oeste – 48 municípios – R$ 1,29 bilhão – 323.800 pessoas com serviço de esgotamento sanitário até 2033
  • Lote 3 – Oeste – 28 municípios – R$ 685 milhões – 328.800 pessoas com serviço de esgotamento sanitário até 2033

Fonte: AEN.

Últimas Notícias:
Descarte Correto de Resíduos

Saiba como descartar resíduos corretamente e evitar doenças como a dengue

Além de crime ambiental, o descarte irregular de resíduos sólidos traz diversos prejuízos ao meio ambiente e à população. Estes pontos se tornam ambientes propícios para a proliferação de vetores de doenças, levando às situações de alagamentos em período de chuva, comprometendo a qualidade do ambiente e da paisagem do local, além de gerar o aumento dos custos públicos com a remoção do material descartado de forma incorreta e também dos gastos com saúde pública.

Leia mais »
Contrato Sabesp Vale do Paraíba

Novo contrato da Sabesp prevê aporte de R$ 18,6 bilhões no Vale do Paraíba até 2060

Atualmente em consulta pública, o novo contrato da Sabesp encontra-se em processo de desestatização, proposto pelo governo do estado de São Paulo. Os investimentos estão previstos em R$ 18,6 bilhões até o ano de 2060, no Vale do Paraíba e Litoral Norte. Cerca de R$ 5 bilhões serão destinados à universalização do saneamento básico nas 28 cidades atendidas pela Sabesp na região até 2029. As obras que pretendem levar água potável, coleta e tratamento de esgoto para toda a população, foram definidas com as prefeituras.

Leia mais »
Dmae Fumaça Ligações Irregulares

Dmae de Uberlândia/MG vai iniciar testes de fumaça para identificar ligações irregulares de esgoto

A partir da próxima segunda-feira (4), o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) iniciará testes de fumaça para detectar ligações irregulares na rede de esgoto do município. O primeiro bairro atendido será a região do bairro Pampulha. O local em questão foi escolhido para iniciar os trabalhos devido ao grande número de chamados para desobstrução de rede, especialmente em período de chuva. Futuramente, outros bairros da cidade receberam os mesmos testes.

Leia mais »
Manejo de Resíduos Biometano Brasileiro

Ao custo global de R$ 3,1 tri, manejo de resíduos pode virar negócio, como o biometano brasileiro

Segundo alerta feito pela ONU nesta quarta-feira, 28, o volume de resíduos no mundo, que atingiu 2,3 bilhões de toneladas em 2023, continuará crescendo exponencialmente, até 3,8 bilhões de toneladas até meados deste século. A crise será ainda mais grave nos países onde os métodos de tratamento ainda são poluentes: aterros sanitários (contaminação do solo, emissões de poluentes e gases de efeito estufa, como o metano) e incineração sem recuperação.

Leia mais »
Sanasa Campinas Saneamento Básico

Campinas tem saneamento superior à média nacional

Dados do “Censo 2022: Características dos domicílios – Resultados do universo”, publicados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmam a elevação dos indicadores de moradores com acesso ao saneamento básico em Campinas.

Leia mais »