saneamento basico

Lodo de esgoto e suas potencialidades agrícolas

Resumo

O esgoto é constituído pela água usada nas atividades diárias, que foi usada para lavar roupa ou louça, no banho, na descarga do banheiro ou na pia. Esta água residual contém impurezas, constituída de uma mistura de detritos, restos de alimentos, detergentes, urina, fezes e outras substâncias. Quando jogado diretamente no meio ambiente, gera odor forte e fétido, além de conter bactérias nocivas, causadoras de enfermidades. Quando devidamente tratado, o lodo é chamado de biossólido, e sua reutilização agroflorestal pode ser uma alternativa atraente. Desse modo, o presente estudo tem como objetivo identificar o biossólido, caracterizar o processo de tratamento e a composição do material, relatar suas utilidades associadas a agricultura e recuperação de áreas degradadas, assim como normativas e legislações que vigoram a respeito desse resíduo. O trabalho foi conduzido por meio de levantamento bibliográfico que reúnem assuntos relevantes sobre o biossólido, características do biossólido, lodo de esgoto, utilização na agricultura, a fim de disponibilizar um conhecimento mais esclarecedor e relevante para a comunidade científica na área de tratamento de lodo de esgoto, convertendo-o em biossólido, sua caracterização e aplicação na agricultura nos mais variados aspectos.

Autores: Vanessa dos Santos Araújo; Mateus Oliveira Silva; André Seiva de Brito; Iraneide de Lima Sousa; Françoyse Carvalho Nunes; Juliana Fernanda Monteiro de Souza; Igor Vinicius de Oliveira; Claudete Rosa da Silva; Fábio Israel Martins Carvalho; José Nilton da Silva; Vicente Filho Alves Silva e Priscilla Andrade Silva.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Últimas Notícias:
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »