saneamento basico

Análise da qualidade da água superficial do rio Mumbaba, na Paraíba, por lançamento de efluente

Resumo

Este trabalho tem como objetivo avaliar impactos na qualidade da água do rio Mumbabaa partir de possíveis fontes poluidoras. Para determinação dos parâmetros de qualidade, as metodologias foram segundo APHA, AWW e WPCF (2012) e a avaliação do Rio se deu em duas etapas. A primeira em relação a identificação dos riscos e a segunda a quantificar os riscos e a qualidade do Rio Mumbaba a partir de análises laboratoriais e em seguida comparadas com a Resolução CONAMA 357/05. A partir do estudo realizado, foi possível verificar que lançamentos de efluentes industriais e domésticos estão alterando as características naturais em determinados trechos do Rio. Em relação aos riscos existentes, foi verificado que são maiores nos trechos onde se encontram as fontes perigosas, como a galeria de esgoto e o despejo dos efluentes têxteis.

 Introdução

O crescente desenvolvimento econômico e tecnológico gera situações de conflito e escassez dos recursos hídricos por todo o planeta. Consequentemente, com o crescente aumento na demanda dos recursos hídricos, em destaque para os rios, lagos e lençóis freáticos, têm-se a sua crescente deterioração onde este fato se dá por considerar que grande parte das águas residuárias não recebe o devido tratamento para o seu descarte (ARCHELA et al., 2003). Porém, a água é um recurso essencial a sobrevivência e de direito de todos os seres vivos e sua proteção contra diversas formas de poluição e uso inadequado se torna cada vez mais necessário a fim de evitar sua escassez (OLIVEIRA et al., 2016).

Quando não tratado,os efluentes industriais podem provocar grande impacto ambiental, provocando prejuízos à qualidade das águas do corpo receptor (BAÊTA, 2012). Além do impacto ambiental, seres humanos quando expostos a agentes perigosos, contidos em efluentes industriais, podem ocasionar na contração de doenças e mesmo até a morte.

Desta forma, este trabalho tem como objetivo avaliar impactos na qualidade da água do rio Mumbaba e riscos à saúde de usuários por consequência de possíveis fontes poluidoras, bem como determinar a partir dos seguintes parâmetros de qualidade: Cor aparente, pH, Demanda bioquímica de oxigênio (DBO), Coliformes termotolerantes (CT), Nitrato, Fósforo Total e verificar se as condições do Rio Mumbaba estão de acordo com a Resolução CONAMA no357/05.

Autoras: Bárbara Freire de Oliveira e Denise Dantas Muniz.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »