saneamento basico
drenagem urbana

Prefeitura de Belém realizou duas grandes operações contra alagamentos em 2021

Imagem Ilustrativa

Ao longo dos 12 primeiros meses da gestão municipal foram realizadas intervenções para a imediata execução dos serviços de coleta de resíduos, limpeza urbana (capinação, raspagem, caiação, roçagem de vias), dos sistemas de micro e macrodrenagem urbana do município, além de operações de pavimentação, recuperação asfáltica, entre outras obras e serviços por toda capital e distritos.

A Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), considerando o período chuvoso que se inicia em janeiro, juntamente com o período das grandes marés, e que Belém é uma cidade baixa e os canais servem de receptores auxiliares no fluxo e contra-fluxo das marés,  atuou de forma incisiva para minimizar os problemas causados pelos alagamentos e transtornos para a população que habita às margens e nas áreas adjacentes dos canais que compõem as bacias hidrográficas de Belém.

Foram realizadas limpeza e dragagem de todos os 65 canais da capital paraense.

Observando a precariedade dos serviços de limpeza e manutenção dos sistemas, tanto de macrodrenagem – limpeza manual e mecanizada dos canais -, e microdrenagem – limpeza de tubulações, através dos serviços de hidrojateamento e de limpeza manual de poços de visitas e bocas de lobo -,  a administração municipal se antecipou e continua com ações de limpeza e desobstrução dos canais e vias adjacentes, minimizando os problemas de alagamento, que são recorrentes ao longo dos anos, sobretudo, nos meses de janeiro a março.

Ações emergenciais

Ações de cunho emergencial foram programadas para limpeza dos canais, através do Departamento de Resíduos Sólidos (DRES) e de Drenagem Urbana (DURB) da Sesan, que realiza os serviços visando a limpeza e desobstrução dos sistemas de drenagem urbana do município.

Desde janeiro de 2021, a Sesan realiza serviços de limpeza manual de canais, retirando todas as obstruções do leito das margens dos canais. Já para a execução dos serviços de dragagem mecânica são usados escavadeira hidráulica, retroescavadeira ou escavadeira anfíbia, e em determinadas situações a balsa flutuante para auxiliar na execução adequada do serviço.

 “Uma das principais ações da Sesan deste ano de 2021 foi a dragagem mecânica e a limpeza manual profunda dos 65 canais de Belém que diminuiu o impacto dos alagamentos, além da dragagem do Ver-o-Peso, em que foram tiradas mais de 10 mil toneladas de lixo além do retorno da Operação Inverno, ainda em novembro, ou seja, duas operações, no mesmo ano para evitar novos alagamentos na cidade”, explica a secretária municipal de Saneamento Ivanise Gasparim

Coleta domiciliar e nas feiras

96% da população de Belém e distritos são alcançados pela coleta de resíduos.  Neste percentual são incluídos as feiras e estabelecimentos comerciais.

“Conforme a necessidade, a coleta pode ser efetuada diariamente ou em dias alternados em horários diurnos ou noturnos, respeitando a demanda de resíduos gerados e a característica do local”, informa o diretor de Resíduos Sólidos da Sesan, Pedro Piqueira.

A coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos de serviços de saúde também está incluída no serviço realizado pela Sesan com a realização da coleta regular, efetuada diariamente, ou em dias alternados. A coleta é realizada em 82 estabelecimentos de atenção à saúde humana e animal e instituições filantrópicas. Em média, cerca de 30 toneladas por mês são coletados.

Educação ambiental

O Grupo de Trabalho de Educação Ambiental (GTEA) da Sesan realizou durante os dez meses de atuação em 2021, 200 ações de educação ambiental e sustentabilidade, alcançando 30 mil domicílios do município.

Foram realizadas ações de conscientização, fiscalização e orientação ao descarte correto dos resíduos sólidos urbanos nos bairros: Guamá, Jurunas, Condor, Terra Firme, Marco, Pedreira, Sacramenta, Telégrafo, Umarizal, Cidade Velha, Canudos, Tapanã, Bengui, Mangueirão, Marambaia, Val-de-Cans, Parque Verde, Nazaré, São Brás, Cremação, Coqueiro, Outeiro, Icoaraci, Mosqueiro, e na Ilha do Combu, Ilha Grande, Ilha de Cotijuba, Ilha do Murutucum.

De acordo com o coordenador do GTEA, Mauro Ribeiro, também houve coleta programada de entulho em 30 conjuntos habitacionais.

Em parceria com Cooperativa de Materiais Recicláveis (Concaves) o GTEA realizou um trabalho de educação ambiental no bairro de Nazaré para efetivar a coleta seletiva de resíduos.

No Verão da Gente realizado pela Prefeitura de Belém, em julho, o GTEA  participou de várias ações, como  caminhada ambiental, blitz ambiental, conscientização e arte-educação aos banhistas e moradores da ilha de Cotijuba, Outeiro, Mosqueiro, Combu e Icoaraci, em parceria com a Agência Distrital de Icoaraci e Outeiroa, além de cooperativas locais de reciclagem.

Também foram realizadas ações nas feiras do Guamá, 25 de setembro, Pedreira, São Brás, São Benedito e Bengui. “Realizamos ações de mitigação, através de fiscalização, oficinas de boas práticas de manejo de resíduos sólidos, encontros ambientais comunitários e qualificação de educadores ambientais comunitários”, informou Mauro Ribeiro.

Os agentes da educação ambiental da Sesan visitaram as avenidas Pedro Alvares Cabral, Dr. Freitas, Perimetral, João Paulo II, Duque de Caxias, Pedro Miranda, Marques de Herval, Romulo Maiorana e as áreas urbanas dos canais do São Joaquim e do Galo, levando orientação aos moradores locais sobre destinação e coleta adequada do lixo urbano.

Obras Viárias avançaram em 2021

A Secretaria Municipal de Saneamento executou por meio do Departamento de Obras Viárias em 2021, 15 pontes de madeira para a passagem de veículos e 18 estivas e/ou passarelas de madeira para pedestres em diversos bairros de Belém.

Em relação à conservação e manutenção do sistema viário da cidade, foram recuperadas 953 vias, contemplando 33 bairros, com um total de 1.445 trechos críticos recuperados no município de Belém.

Depois de 12 anos em situação de alagamento, a Passagem Camapu no Jurunas, próximo à avenida Bernardo Sayão, recebeu serviços de drenagem. O sistema foi foi todo trocado e uma nova tubulação foi feita para secar a rua.

“Pra mim foi um milagre de Deus, depois de muitos anos vivendo numa situação dessa que vivíamos e nenhum governante resolvia, agora graças a Deus está sendo resolvida. Até uma criança viu a rua seca e perguntou pra mãe dele se podia pisar”, relatou Francisco de Assis da Luz Carvalho, morador da Passagem Camapu.

Fonte: Agência Belém.

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »