saneamento basico
Lixo esgoto cidades Tocantins

Mais de 2 mil toneladas de lixo são retiradas de esgoto em três cidades do Tocantins, diz concessionária

Em 2023 mais de 2 mil toneladas de lixo foram retiradas do esgoto de três cidades do Tocantins: Palmas, Porto Nacional e Paraíso. De acordo com a BRK, concessionária responsável pelo serviço em 46 cidades do estado, a região central totalizou 2.556 toneladas.

A concessionária afirma que quatro em cada cinco casos de entupimentos e vazamentos nas tubulações de esgoto são provocados por descarte incorreto de lixo na rede. Entre os principais e mais problemáticos resíduos, estão fraldas, cabelos, plásticos de vários tipos, absorventes e óleo de cozinha.

O acúmulo desses materiais pode resultar no entupimento e transbordamento das redes coletoras, o que pode causar, inclusive, o retorno de esgoto para dentro dos próprios imóveis.

LEIA TAMBÉM: Falta de saneamento atinge mais pobres e custa até R$ 1,4 milhão em internações em SC

Lixo esgoto cidades Tocantins

Além do lixo, o lançamento da água de chuva na rede de esgoto também é um dos principais causadores de prejuízos para o meio ambiente. A recomendação é que essa água seja direcionada para as galerias pluviais e nunca para a rede de esgoto.

Por: Brenda Santos 

Fonte: G1

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »