saneamento basico
Louveira Água e Esgoto

Louveira/SP avança em investimentos na área de Água e Esgoto

Louveira Água e Esgoto

Primeiramente a Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Água e Esgoto, encerrou o ano letivo de 2023 com notáveis avanços em saneamento básico, destacando-se pela conquista dos prêmios Estadual e Nacional do Prêmio Band Cidades Excelentes na categoria Infraestrutura e Mobilidade Urbana.

O reconhecimento é resultado de investimentos, planejamento e uso de tecnologia.

Entre os indicadores analisados para o prêmio, três estão relacionados ao saneamento básico: acesso às redes, abastecimento de água e tratamento de esgoto.

Notáveis ações incluem a conclusão de obras para as redes nos bairros Monterrey e Vila Caldana, a inauguração do Parque Luigi Martini, a utilização de um robô motorizado para serviços nas redes de água e esgoto, além de esforços para otimizar o atendimento aos moradores.

Abaixo ações que estão sendo realizadas

LEIA TAMBÉM: Ampliação do sistema de esgotamento sanitário é entregue em Ibotirama/BA

Coletor de esgoto Ana Maria

Ademais o coletor de esgoto Ana Maria em execução, na rua Guerino Furlan, tem como principal objetivo eliminar a estação elevatória de esgoto existente, que atualmente gera frequentes manutenções e transtornos para a população ao redor. Serão executados aproximadamente 430 metros com diâmetro de 200 mm. A previsão de finalização do coletor é março de 2024.

Implantação de Biodigestores de esgoto em Áreas Rurais

Em conclusão entre os meses de setembro e dezembro de 2023 foram implantados 9 biodigestores em propriedades rurais que estavam com as soluções individuais de destinação de esgoto de forma precária. As implantações continuam, e a programação é implantar mais 41 biodigestores, até agosto de 2024.

Implantação de Rede de Esgoto no Residencial Primavera e região

Então a Prefeitura avança com a obra de implantação de rede coletora de esgoto no Residencial Primavera e regiões no entorno. Cerca de 6,0 km de redes foram assentadas até o momento, o que representa fisicamente 70% da obra. O condomínio Residencial Primavera utiliza soluções individuais para a destinação dos esgotos e com o intuito de universalizar a coleta de esgotos serão implantadas 8,5 km de redes na região.

Impermeabilização dos Reservatórios Jardim Juliana a Popular IV

Pois nesta segunda quinzena do mês de janeiro, iniciaremos as obras de impermeabilização dos reservatórios do Jardim Juliana e do bairro Popular IV. São reservatórios que estão apresentando vazamentos e necessitam da reforma da impermeabilização, para melhorar a qualidade dos serviços prestados para a população, bem como contribuir para a redução do índice de perdas de água no município. A obra visa atender cerca de 562 residências, que atualmente são diretamente abastecidas pelos dois reservatórios que serão impermeabilizados. Como início agora em janeiro a obra tem previsão de finalização em setembro. O tipo de impermeabilização adotado foi o de manta PVC nas paredes e Poliuretano vegetal nas lajes.

Reparo Emergencial do Coletor Rainha

Portanto o reparo do Coletor tronco Rainha foi finalizado na última semana e juntamente ao serviço de reparo foi realizado também uma interligação de uma rede coletora de esgoto do bairro Quinta das Videiras que fazia o lançamento In Natura do esgoto no córrego Rainha. O reparo emergencial do coletor aconteceu por conta do rompimento da travessia aérea sobre o córrego Rainha, na altura do bairro Quinta das Videiras, no mês de dezembro. O coletor atende toda região em torno do bairro Jardim Omizollo e Quinta das Videiras. Com esse trabalho emergencial, foi sanado o problema de poluição do córrego, bem como o odor causado no entorno.

Intensificação no abastecimento de água do bairro Monterrey

Mas com a finalidade de melhorar a prestação de serviço de abastecimento de água do bairro Monterrey. Foi acrescentado mais três caminhões para o serviço de abastecimento do reservatório no mês de janeiro.

Em suma o Monterrey vem passando por uma série de obras, manutenções e substituição para melhoria no abastecimento do bairro. Além de uma equipe de reparo a disposição e intensificação do abastecimento dos reservatórios.

Fonte: Louveira SP.

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »