saneamento basico

“A CAB não termina este ano aqui em Cuiabá”, diz Mendes

O prefeito Mauro Mendes (PSB) afirmou que o contrato com a CAB Cuiabá deverá ser rescindido até o final deste ano. A concessionária passa por intervenção de 180 dias, após o Município encontrar inconformidades e indícios de irregularidades cometidas pela empresa.

Em entrevista ao programa O Livre, da Band Mato Grosso, na noite de terça-feira (20), Mendes deu duas opções à concessionária.

“Esta empresa não termina este ano aqui em Cuiabá. Ou eles passam para a iniciativa privada, para outro grupo que tenha condição financeira de investir – e que tenha capacidade técnica – ou vamos declarar a caducidade desse contrato”, disse.

Segundo o prefeito, foram encontradas irregularidades “que afrontam o interesse público”.

“O que eles fizeram em Cuiabá foi realmente uma afronta ao interesse público. E, se for necessário, em algum momento, vamos expor isso publicamente. Estou conversando com o Ministério Público, estamos finalizando um relatório dos seis primeiros meses de intervenção”, afirmou.

Mendes citou que no período de intervenção já foram realizados mais investimentos do que nos quatro anos em que a empresa atua na Capital.

A intervenção da Prefeitura teve início em maio deste ano e deverá ser encerrada em novembro.

“Subimos a arrecadação da companhia, estamos construindo 4 quilômetros de adutoras de 600 milímetros, fizemos 3 km para alimentar o Residencial Santa Terezinha, estamos construindo um reservatório de 4 milhões de litros. Estamos fazendo investimentos que em quatro anos eles não fizeram”, disse.

“Isso mostra a incapacidade, a incompetência e até a falta de honestidade de propósito para com a concessão e contrato que eles têm em Cuiabá”, completou.

Concessão

Aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo Poder Executivo em dezembro de 2011, a concessão dos serviços de água e esgoto começou a valer em abril de 2012.

A ordem de serviço foi assinada em 16 de abril, data em que a concessionária entregou a primeira parcela (R$ 35 milhões) da outorga, cujo valor total é de R$ 516 milhões.

A concessionária passou a operar os serviços no dia 18 de abril, sob a justificativa de que necessitava desses dois dias para a transição da gestão da então Sanecap para a CAB Cuiabá.

Além da universalização dos serviços de água em três anos, a concessionária recebeu prazo de 10 anos para universalizar os serviços de tratamento de esgoto.

Em julho, a juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular da Capital, anulou a licitação para a concessão.

A decisão atendeu uma ação proposta pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de Cuiabá (Sintaesa), Ideueno Fernandes de Souza.

Em sua decisão, a juíza afirmou ter ficado comprovados as irregularidades e o direcionamento no edital de licitação.

A decisão é questionada judicialmente pela empresa.

Últimas Notícias:
Projetos ESG Resultados no Saneamento

Projetos ESG e seus resultados no saneamento

Projetos ESG são práticas adotadas por empresas com base em critérios ambientais, sociais e de governança corporativa. A implementação bem-sucedida de projetos ESG reduz riscos e impactos sociais, ambientais e financeiros das operações. Dessa forma, atraem investidores e contribuem para a sustentabilidade das atividades.

Leia mais »
Descarte Correto de Resíduos

Saiba como descartar resíduos corretamente e evitar doenças como a dengue

Além de crime ambiental, o descarte irregular de resíduos sólidos traz diversos prejuízos ao meio ambiente e à população. Estes pontos se tornam ambientes propícios para a proliferação de vetores de doenças, levando às situações de alagamentos em período de chuva, comprometendo a qualidade do ambiente e da paisagem do local, além de gerar o aumento dos custos públicos com a remoção do material descartado de forma incorreta e também dos gastos com saúde pública.

Leia mais »
Contrato Sabesp Vale do Paraíba

Novo contrato da Sabesp prevê aporte de R$ 18,6 bilhões no Vale do Paraíba até 2060

Atualmente em consulta pública, o novo contrato da Sabesp encontra-se em processo de desestatização, proposto pelo governo do estado de São Paulo. Os investimentos estão previstos em R$ 18,6 bilhões até o ano de 2060, no Vale do Paraíba e Litoral Norte. Cerca de R$ 5 bilhões serão destinados à universalização do saneamento básico nas 28 cidades atendidas pela Sabesp na região até 2029. As obras que pretendem levar água potável, coleta e tratamento de esgoto para toda a população, foram definidas com as prefeituras.

Leia mais »
Dmae Fumaça Ligações Irregulares

Dmae de Uberlândia/MG vai iniciar testes de fumaça para identificar ligações irregulares de esgoto

A partir da próxima segunda-feira (4), o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) iniciará testes de fumaça para detectar ligações irregulares na rede de esgoto do município. O primeiro bairro atendido será a região do bairro Pampulha. O local em questão foi escolhido para iniciar os trabalhos devido ao grande número de chamados para desobstrução de rede, especialmente em período de chuva. Futuramente, outros bairros da cidade receberam os mesmos testes.

Leia mais »
Manejo de Resíduos Biometano Brasileiro

Ao custo global de R$ 3,1 tri, manejo de resíduos pode virar negócio, como o biometano brasileiro

Segundo alerta feito pela ONU nesta quarta-feira, 28, o volume de resíduos no mundo, que atingiu 2,3 bilhões de toneladas em 2023, continuará crescendo exponencialmente, até 3,8 bilhões de toneladas até meados deste século. A crise será ainda mais grave nos países onde os métodos de tratamento ainda são poluentes: aterros sanitários (contaminação do solo, emissões de poluentes e gases de efeito estufa, como o metano) e incineração sem recuperação.

Leia mais »
Sanasa Campinas Saneamento Básico

Campinas tem saneamento superior à média nacional

Dados do “Censo 2022: Características dos domicílios – Resultados do universo”, publicados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmam a elevação dos indicadores de moradores com acesso ao saneamento básico em Campinas.

Leia mais »