saneamento basico

MG: Câmara de BH vai à Justiça para conhecer dados da Copasa

O presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Léo Burguês de Castro (PTdoB), impetrou ontem um mandado de segurança contra a Copasa, para garantir o acesso dos vereadores aos dados sobre o abastecimento público da capital. Eles querem acesso às informações sobre a situação dos reservatórios que abastecem a capital.

No início de novembro, a Câmara realizou uma audiência pública para discutir a possibilidade de racionamento na cidade e solicitou os dados à estatal. De acordo com os vereadores, relatos de moradores apontam para um “racionamento velado”, com corte sistemático no abastecimento em diversos bairros.

Durante a audiência, a Copasa negou o risco de racionamento, mas reforçou a necessidade de uso consciente da água, especialmente em período de seca.

Em nota, a Câmara diz que recorreu à via judicial porque “o diretor-presidente da Copasa, Ricardo Simões Campos, postergou por três vezes um encontro em que se definiria a visita da Comissão de Representação da Câmara Municipal aos reservatórios”.

“Normal”. A Copasa, também em nota, diz que não tem conhecimento da ação “mas reitera que na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) a produção de água está normal.” A região é abastecida por um sistema integrado das bacias do Velhas e do Paraopeba. Em novembro, a empresa inaugurou uma expansão do sistema Rio Manso, um dos que abastecem a cidade, para melhorar o serviço. A bacia do Velhas, também segundo a Copasa, recuperou seu volume com as chuvas dos últimos dias e está com sua produção máxima. Em outubro, o rio estava com 50% de sua vazão normal. Já na bacia do Paraopeba, onde estão os sistemas Rio Manso, Serra Azul e Várzea das Flores, “o volume das águas vem recuperando e está dentro do esperado para o período”.

Fonte e Agradecimentos: http://www.otempo.com.br/capa/economia/c%C3%A2mara-vai-%C3%A0-justi%C3%A7a-para-conhecer-dados-da-copasa-1.955780

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »