saneamento basico

Prefeitura reduzirá em 15 anos prazo para instalação de esgoto em Manaus

Manaus – O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), disse que assinará o Quinto Termo Aditivo ao contrato com a concessionária de água Manaus Ambiental, com a redução de 15 anos no prazo para instalação de sistemas de coleta e tratamento de esgoto, e a inversão das metas de investimento da empresa até 2030, aumentando para R$ 2 bilhões os investimentos dos primeiros dez anos.

Desde que a concessão dos serviços de abastecimento de água e coleta de esgoto foram transferidos para a empresa Águas do Amazonas, em 2007, e depois para a Manaus Ambiental, em 2012, não houve grandes avanços das áreas cobertas pelos serviços de coleta de esgoto.

Em sete anos de contrato, apenas partes de 13 dos mais de 63 bairros de Manaus, além de alguns conjuntos habitacionais, recebem o serviço, segundo dados da concessionária. Sendo que deles são servidos por redes de esgoto construídas ainda no final do século 18. Neste caso, para cumprir o novo prazo, a empresa terá que cobrir cinco vezes mais bairros em um décimo do tempo de tudo que foi feito em termos de esgoto na cidade em cem anos.

O Quinto termo aditivo, segundo Arthur, será assinado no dia 20 de janeiro, depois que se recuperar de uma cirurgia no joelho, prevista para o dia 10. Ele explicou que alterará a meta que prevê que 80% da população tenha o serviço até 2045, que passará para 100% da população até 2030.

As cláusulas de investimentos serão invertidas, segundo o coordenador da Unidade Gestora da Água, Sérgio Ramos Elias. O contrato atual prevê investimentos de R$ 1,5 bilhão até 2030, e de R$ 2,5 bilhão nos 15 anos seguintes. “Vamos inverter e colocar os investimentos maiores nos primeiros anos e os menores depois”, disse.

Segundo Arthur, uma proposta de acordo foi apresentada em dezembro a diretoria da Manaus Ambiental, que concordou com os novos termos. “Disse a eles que até aceito refrescar no final, mas não agora. Quero estar vivo quando não tiver problemas de esgoto em Manaus. Em 2045, eu já vou ser nome de escola”, disse.

Arthur acredita que as metas serão cumpridas, mesmo com os resultados os últimos anos, porque trabalha com metas bem definidas. Para ele as metas do contrato atual são ‘flácidas’.

O prefeito falou sobre o assunto antes de uma série de visitas a bairros da zona norte e leste recém-contemplados com abastecimento de água.

Arthur disse, ainda, que está um projeto que regulamenta a tarifa social, está em fase de finalização. A medida beneficiará famílias contempladas com os Programas Bolsa Família Federal e Municipal com desconto de 50% no valor da tarifa de água, que é de R$ 25,22.

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »