saneamento basico
smart-cities

Edição 2020 do Connected Smart Cities e Mobility será digital e alinhada ao cenário atual

A iniciativa que mais gera resultados para o mercado de cidades inteligentes do país inova mais uma vez e realiza a edição 2020 totalmente digital, garantindo interatividade e ampliação do alcance do evento, fundamental no atual cenário, em que  os gestores públicos e privados buscam novas formas de atuação 

OBS.: MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA E SOLICITAÇÕES DE DADOS E ENTREVISTAS: e-mail: [email protected] (Jornalista Eliane Jerônimo Bueno)

Com agenda confirmada para os dias 08 (divulgação exclusiva do Ranking Connected Smart Cities), 09 e 10 de setembro de 2020, a 6ª edição do Connected Smart Cities e Mobility será digital e totalmente alinhada ao cenário atual do país, bem como ao mercado mundial, que busca novas ferramentas e tecnologias para promover ações e iniciativas para o desenvolvimento das cidades em meio à pandemia de Covid-19. A decisão do formato online é pioneira no país para eventos com esta dimensão,  que reúne mais de 3 mil pessoas, envolve gestores de todas as regiões do Brasil, além do alcance internacional.

Iniciativa da Necta e a que que mais gera resultados para o mercado de cidades inteligentes do Brasil, o evento envolve governos, empresas, entidades e especialistas nacionais e internacionais, com o objetivo de debater amplamente iniciativas que possam revolucionar o mercado de smart cities no país. Com o atual cenário do Coronavírus, o papel da Plataforma expandiu o alcance e tem cumprido o papel de reunir os principais atores e buscar soluções para minimizar os impactos da pandemia nas cidades.

De acordo com a idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility e CEO da Necta, Paula Faria, o novo formato do evento 2020 é especial e vem ao encontro da realidade atual, onde as mudanças na vida pessoal e profissional da sociedade em geral são necessárias, inclusive, por uma questão de saúde pública.

“Mesmo com a agenda para setembro e entendendo que o cenário no segundo semestre possa ser de retomada das atividades, decidimos pela realização do evento no formato online. Nesse sentido, consideramos a questão da locomoção dos agentes públicos, principalmente,  e demais públicos da Plataforma, que demandaria investimentos financeiros por parte dos governos e, ainda, teríamos a aglomeração de pessoas, visto que a iniciativa reúne mais de duas mil pessoas”, disse.

A executiva reforça que outros pontos também pesaram na decisão, como o sucesso das séries online que a Necta vem realizando no contexto da Covid-19, com foco no transporte aéreo, mobilidade, cidades, além do novo marco legal do saneamento básico, bem como a proposta de conectividade e tecnologia trabalhada pela empresa no contexto de smart cities, com ênfase para a campanha preparada para o evento, que demonstra a importância do lado humano e da conexão das pessoas em um momento de isolamento social, mesmo que em um ambiente virtual.

“O resultado alcançado em função das séries online que estamos realizando foi fundamental para a decisão, mas considero como primordial, também, as ferramentas e tecnologias que dispomos para entregar um evento além das expectativas do formato presencial, com reuniões de negócios, feira virtual com expositores e total interação entre os diferentes atores, além da nossa responsabilidade com o nosso ecossistema. Com a antecipação da confirmação da agenda, também proporcionamos melhor planejamento aos participantes do Connected Smart Cities e Mobility. Sem dúvida, teremos uma edição diferente e incrível”, enfatizou.

Acompanhe os diferenciais que a organização do Connected Smart Cities e Mobility Digital Xperience preparou para os participantes em 2020

A organização do evento está trabalhando no desenvolvimento de uma plataforma dedicada ao novo formato, tendo como objetivo garantir um ambiente onde seja possível a conexão e a interação entre os participantes, proporcionando o engajamento antes e durante a realização do evento, por meio de uma experiência digital simples e intuitiva.

Além da plataforma CSCM DX, o evento contará com um aplicativo exclusivo que será disponibilizado para todos os inscritos a partir de julho de 2020, momento em que terá início uma série prévia de eventos e que serão disponibilizados somente para os inscritos na edição.  Já para facilitar o acesso aos assuntos de interesse do público, será implementado no aplicativo canais exclusivos para apoiar as discussões e a troca de informações entre os participantes sobre: Empreendedorismo; EnergiaGovernança; Meio ambiente; Mobilidade PPPs; Saúde; Tecnologia; e Urbanismo; além dos temas relacionados à Mobilidade, no contexto do Connected Smart Mobility.

Fórum CSC DX:

O Fórum contará com a participação de especialistas nos temas abordados explorados no evento e apresenta experiências concretas de iniciativas realizadas em smart cities ao redor do mundo, contemplando os temas: Cidades Conectadas; Urbanismo Sustentável nas CidadesCidades Participativas e EngajadasCidades EmpreendedorasCidades Humanas, Resilientes e Inclusivas; e Cidades Prósperas.

Ranking CSC DX:

Feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, o Ranking Connected Smart Cities trará indicadores desenvolvidos pela empresa de consultoria Urban Systems- em parceria com a Necta, que vão qualificar as cidades mais inteligentes do país.

O resultado do ranking 2020 contará com a participação dos representantes das cidades premiadas e será transmitido online e ao vivo para os inscritos e pelas redes sociais do CSC.

Prêmio CSC DX: 

O Prêmio Connected Smart Cities consiste em reconhecer e premiar negócios inovadores que colaborem para que as cidades possam ser mais inteligentes. As apresentações dos empreendedores do Prêmio 2020, acompanhamento dos insights da banca e o  anúncio dos ganhadores  será transmitido ao vivo para os inscritos e pelas redes sociais do CSC.

Expo Virtual CSCM DX:

Serão quatro opções de estande na expo virtual CSC DX: Apresentador, Platinum, Diamante e Ouro, e Prata.

Rodada de Negócios CSC DX:

No CSC DX as rodadas de negócios serão realizadas em salas digitais com o apoio técnico de nossa equipe para dar todo o suporte necessário para nossos patrocinadores realizarem as reuniões virtuais com as organizações indicadas no agendamento.

Resumo CSCM:

Na 6ª edição, o Connected Smart Cities e Mobility conta com um alcance de mais de 15 mil pessoas alcançadas mensalmente, 9 mil participantes, 9.300 participantes, 1.200 reuniões nas Rodadas de Negócios, 500 marcas participantes, 250 painéis de discussão, 750 palestrantes, além de mais de 230 Apoiadores. O evento se destaca, ainda, pela ampla participação de prefeituras que, apenas em 2019, contou com a participação de aproximadamente 300 municípios.

Serviço

Connected Smart Cities e Mobility Digital Xperience
Data: 08 (divulgação com exclusividade do Ranking Connected Smart Cities), 09 e 10 de setembro de 2020
Local: 100% digital
Mais informações: www.connectedsmartcities.com.br
Imagens Connected Smart Cities: www.flickr.com/photos/connectedsmartcities/albums
Organização: Necta (www.nectainova.com.br) e Urban Systems

MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA E SOLICITAÇÕES DE DADOS E ENTREVISTAS: e-mail: [email protected] (Jornalista Eliane Jerônimo Bueno).

Credenciamento disponível no link: https://evento.connectedsmartcities.com.br/imprensa/

Sobre o Connected Smart Cities

O Connected Smart Cities, principal iniciativa do setor no Brasil e um dos maiores da América latina, é realizado pela Necta e a Urban Systems e envolve empresas, entidades e governos. O evento  faz parte da Plataforma Connected Smart Cities, que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

Ranking Connected Smart Cities

estudo desenvolvido pela Urban Systems, por meio de metodologia própria e exclusiva, em parceria com a Necta, empresa organizadora do evento homônimo. Além de considerar os conceitos de cidades inteligentes, como tecnologia, meio ambiente e sustentabilidade, o Ranking considera conceito de conectividade, investimentos em saneamento, importância da educação na formação e reprodução dos potenciais das cidades e sustentabilidade econômica. Na versão 2019, foi incorporado conceitos e novos indicadores baseados na ISO 37122 -Sustainable Cities And Communities – Indicators For Smart Cities, mantendo o estudo como a melhor referência para comparação e análise de cidades inteligentes no Brasil. O resultado é apresentado em 4 frentes: geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional.

Feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, por meio de indicadores que retratam inteligência, conexão e sustentabilidade, o Ranking é composto por indicadores de 11 principais setores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, mesmos eixos temáticos do evento Connected Smart Cities. Todos os indicadores do Ranking Connected Smart Cities 2019 estão disponíveis em:  http://sators.rds.land/csc19_resultado_ranking

Fonte: Evento.

Últimas Notícias:
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »