saneamento basico

Sanepar investirá mais de R$150 mil para a ampliação da rede de abastecimento de água em Morro Verde

Nesta semana, através do subchefe da Casa Civil, Guto Silva, o Estado, por meio da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), confirmou mais de R$ 150 mil para a ampliação da rede de abastecimento de água da comunidade de Morro Verde, na região dos alagados do Rio Iguaçu, em Mangueirinha.

De acordo com Silva, por ser uma região que cresceu devido ao alagado, existia a uma reivindicação antiga da comunidade. Ele lembrou que devido a pavimentação da rodovia, que passa pelo local, a questão turística começou a se desenvolver e o aumento de residência originou alguns problemas no que diz respeito ao abastecimento de água.

Com os recursos, a intenção é instalar novos equipamentos e ampliar a captação de água para que no verão, onde o consumo é maior, não ocorram problemas.

Conforme o subchefe da Casa Civil, a previsão é que já no mês de fevereiro a Sanepar inicie o processo, pois o valor já está na previsão orçamentária da companhia. Embora exista a parceria como município, especialmente em algumas questões técnicas, o investimento é na totalidade da companhia.

Sudoeste
Além de Mangueirinha, que será contemplada com investimentos na rede de abastecimento de água, Silva contou que nesta quarta-feira (8) aconteceu uma reunião com o secretariado do Estado onde foram tratados projetos como os de predas irregulares, de auxílio aos municípios, distribuição de calcário e óleo diesel.

O objetivo foi discutir um cronograma para que as obras comecem a ser executadas a partir do mês de fevereiro. “Estamos fazendo um planejamento orçamentário para ‘tocar’ todas as obras que foram liberadas no ano passado”, disse ele.

Como 2014 é um ano político, Silva disse que a ideia é acelerar a assinatura dos convênios, já que há um prazo final e legal para que os repasses possam ser feitos e não se caracterizem como questão eleitoral. “Nossa perspectiva é que entre fevereiro e junho todas as obras sejam entregues”, disse ele.

Pato Branco
Embora no início do ano tudo ainda esteja devagar, o subchefe da Casa Civil disse que de Pato Branco existe a questão do Parque Ambiental Vitório Piassa que está sendo tratado. Silva falou que o Estado já depositou, em juízo, o recurso para a desapropriação da área. Entretanto, ele explicou que a juíza, a quem foi protocolado a tomada de posse, pediu um prazo para avaliar e checar algumas questões. “Foi comentado que este prazo seria até o dia 21 de janeiro”, disse ele e emendou que a partir desta data a ideia é efetuar a posse.

Depois que houver a posse, o Estado deverá celebrar um convênio para que os investimentos necessários para o funcionamento do parque possam ser feitos. Isso deverá acontecer em um curto prazo, pois, segundo Silva, o convênio e plano de trabalho já estão desenhados. “A parte mais complexa era a questão da indenização”, resumiu.

Fonte: Diário do Sudoeste
Veja mais: http://www.diariodosudoeste.com.br/noticias/politica/7,46584,10,01,estado-confirma-investimentos-para-ampliacao-da-rede-de-abastecimento-em-mangueirinha-.shtml

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »