saneamento basico

Ambev vai destinar lucro com água ao semiárido brasileiro

Os consumidores podem acessar a prestação de contas periódicas sobre o lucro obtido com as vendas na internet

São 30 anos investindo em tecnologia sustentável e, agora, inovando para pôr em prática agora o conceito de negócio social. A nova aposta da Ambev é a comercialização de uma água que destina 100% do lucro de suas vendas para projetos de acesso à água potável no semiárido brasileiro. “Depois de três décadas economizando água nas cervejarias e apostando em outros processos, queríamos algo que fosse mais direto com o consumidor. Daí, tivemos a ideia da AMA”, explica o gerente de marketing da AMA, Lucas Rossi.

O produto chega este mês aos supermercados de Minas Gerais. À venda em outros nove estados, estará até o fim do ano em todo o país.

Prestação de contas

Por meio da plataforma www.aguaama.com.br, os consumidores podem acessar a prestação de contas periódicas sobre o lucro obtido com as vendas, investimentos e andamento de cada projeto. Três comunidades, que reúnem juntas cerca de 3 mil pessoas no interior do Ceará, vão inaugurar projetos de acesso à água potável na quarta-feira, Dia Mundial da Água. Os projetos receberam investimentos da AMA para dar andamento a iniciativas locais de abastecimento.

A verba investida pela cervejaria viabilizou obras para a perfuração de poços e a instalação de microusinas de energia solar que diminuem o custo de distribuição da água. Depois que os projetos forem inaugurados, eles serão geridos pela própria comunidade.

A Ambev faz ainda parte do CEO Water Mandate, que reúne empresas comprometidas com o problema da escassez de água e da falta de saneamento em todo o mundo. “O cliente começa a pensar em comprar um produto cujo lucro não vai para a empresa e se conscientiza de um problema que pode ser muito distante dele. Assim, conseguimos juntar todas as pontas e trabalhar de forma incrível para construir mundo melhor”, afirma o gerente.

Sistema de Autoavaliação da Eficiência Hídrica (Saveh)

A cervejaria lançou, em parceria com a Rede Brasil do Pacto Global da ONU, a Fundación Avina e a Carbon Trust, o Sistema de Autoavaliação da Eficiência Hídrica (Saveh), plataforma on-line inédita que oferece gratuitamente um sistema de gestão para empresas que usam água no seu processo produtivo consigam economizar esse recurso. O sistema de gestão usado internamente pela Ambev contribuiu, nos últimos 13 anos, para uma redução de mais de 40% no consumo de água da cervejaria.

Projeto Bacias

A iniciativa, que teve início em 2010, busca preservar e recuperar bacias hidrográficas em diversas regiões, em parceria com as ONGs WWF Brasil e The Nature Conservancy (TNC).

A cervejaria também passou a ser a maior patrocinadora da Coalizão Cidades pela Água, liderada pela TNC, que visa ampliar a segurança hídrica para mais de 60 milhões de brasileiros, em 12 regiões metropolitanas. Nos próximos anos, o grupo trabalhará para que a preservação de rios e nascentes seja incorporada na gestão dos recursos hídricos de 243 cidades.

Fonte:  http://www.em.com.br

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »