saneamento basico
esgoto

Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim Esperança/RJ recebe novos aeradores

Fotos: divulgação

Dezoito novos aeradores foram instalados na Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim Esperança, em Cabo Frio.

A unidade é responsável por tratar o esgoto produzido na região do grande Jardim Esperança e margem esquerda do Canal do Itajuru. Os equipamentos substituíram os que estavam em operação a fim de manter a eficiência do sistema. A medida faz parte do Plano de Melhoria Contínua da Prolagos com foco na eficiência as operações de água e esgoto, que foi reforçado durante a pandemia.

A unidade opera em nível secundário, é composta por quatro lagoas, duas de aeração e duas de decantação, e tem capacidade para tratar até 160 l/s de esgoto. Os novos aeradores ficam nos dois primeiros tanques, que recebem o esgoto que passa pelo tratamento preliminar, fase onde é feita a remoção dos sólidos grosseiros como pedaços de madeira, plástico, pedras e areia.

A lagoa de aeração introduz o oxigênio necessário para manter os organismos decompositores da matéria orgânica. A alta turbulência provocada pelos equipamentos faz com que toda a biomassa se mantenha em suspensão, sendo necessária as lagoas de decantação, fase seguinte, onde há a separação da parte das partes líquida e sólida (lodo). Antes de retornar ao meio ambiente, o efluente tratado passa por processo de desinfecção.

Melhorias na ETE

Fotos: divulgação

Além dos novos aeradores mecânicos, a estação recebeu ainda melhorias na parte estrutural e novo painel ilustrativo com o processo de tratamento, muito utilizado durante as visitas (temporariamente suspensas por conta da pandemia).  A unidade do Jardim Esperança é uma das sete estações de tratamento de esgoto operadas pela Prolagos, empresa do grupo Aegea, nos cinco municípios da área de concessão, que juntas têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia. Em Cabo Frio, a concessionária opera ainda uma estação na Praia do Siqueira, que recebeu novos decantadores, baia para armazenamento de químicos e painel. As outras unidades também estão passando por manutenção preventiva.

Em Arraial do Cabo, a unidade da Praia Grande passou por processo de revitalização e a estrutura física recebeu nova identidade visual e iluminação. Na parte operacional foi trocada a ponte raspadora do decantador e construída uma nova base para receber a caçamba roll on de lodo. A estação de Monte Alto também foi completamente recuperada, o prédio passou por reforma e o reator recebeu nova passarela.

A estação de Iguaba Grande foi completamente reformulada no ano passado e recentemente recebeu novo projeto de iluminação. Em Búzios a estação passou por pintura, projeto paisagístico e um novo soprador entrou em operação, o equipamento é responsável pela entrada de ar no processo de aeração. Em São Pedro da Aldeia a estação passou por pintura, e recebeu nova iluminação e painel ilustrativo.

Fonte: Plantão dos Lagos.

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »