saneamento basico

Mercado prepara proposta para expandir oferta de energia

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia Elétrica (Abraceel) prepara uma proposta de financiamento de projetos de geração para a expansão da oferta ao mercado livre, que deverá ser apresentada ao BNDES em junho, informou o presidente da associação nesta terça-feira.

Segundo Reginaldo Medeiros, a ideia é possibilitar que cerca de 4 mil megawatts (MW) em projetos de geração saiam do papel, aumentando a oferta de energia para o mercado livre, no qual atuam as grandes indústrias do país.

“São projetos que podem entrar em operação rapidamente, em dois ou três anos”, disse o executivo.

Hoje, o mercado livre representa cerca de 27 por cento do consumo de energia do país, mas há potencial para que cerca de mais 12 por cento migrem para esse ambiente, disse Medeiros.

Os projetos de geração voltados para o mercado livre têm dificuldade de obter financiamentos de longo prazo, já que não conseguem dar como garantia contratos de venda de 30 anos como acontece no mercado regulado, atendido pelas distribuidoras. No mercado livre, os contratos dificilmente superam 5 anos.

“Não é porque eu não tenho contrato de energia a partir do sexto ano que eu não possa tê-lo. Eu tenho interesse de ter e, se eu não tiver, eventualmente pode se dar algum tipo de garantia corporativa. Isso dá mais segurança aos bancos”, disse.

Medeiros acrescentou que os cerca de 4 mil MW em projetos que poderiam ser desenvolvidos para o mercado livre somam cerca de 15 bilhões de reais em investimento. A proposta está sendo preparada em conjunto com a consultoria PSR.

Fonte e Agradecimentos: Exame
Veja Mais: http://exame.abril.com.br/economia/noticias/mercado-livre-prepara-proposta-de-financiamento-para-expandir-oferta-de-energia

Últimas Notícias:
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »