saneamento basico

(RS) Com parque eólico, Santa Vitória do Palmar deixa escassez para trás e vai exportar eletricidade

Não faz tanto tempo que a cidade de Santa Vitória do Palmar, no sul do Estado, era iluminada pela metade. Luz elétrica? Da calçada do Teatro Independência em direção à zona norte, só de manhã; da Praça Central em direção à zona sul, só à tarde. A década era 1950 – e ninguém imaginava que os ventos que estremeciam as janelas iriam se transformar, algumas décadas depois, em fonte de energia não só para os quase 40 mil habitantes da cidade, mas para todo o Brasil.

0 Comentário