26 de junho de 2014

Municípios unem-se para cumprir metas

Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil ocupa a vergonhosa 112a posição no ranking de 200 países no quesito saneamento básico, de acordo com o Instituto Trata Brasil. Para tentar mudar essa situação, os prefeitos de Barbalha, José Leite Gonçalves Cruz; de Itapipoca, Dagmauro Sousa Moreira; de Baturité, João Bosco Pinto Saraiva; e de Milagres, Hellosman Sampaio de Lacerda foram recebidos, na manhã de ontem, pelo procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado; e pela procuradora de Justiça, Sheila Pitombeira, e comprometeram-se a unir esforços no sentido de cumprir as metas do Plano Nacional de Saneamento Básico, traçadas pelo Ministério do Meio Ambiente.

Leia mais »

Municípios mineiros recebem investimentos da ordem de R$ 600 milhões

Como parte da estratégia de ser cada vez mais parceiro dos municípios mineiros, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) viabilizou, no último ano, quase R$ 600 milhões em investimentos para as cidades. A última etapa da contratação dos recursos para os municípios acaba de ser concluída. Por meio de uma parceria entre o BDMG e o Estado, 218 municípios foram beneficiados e 297 novos investimentos foram feitos.

Leia mais »

Com medo da Fifa, Costa Rica teme doping e vistoria até água no BrasilCOMENTE

A seleção da Costa Rica ainda não digeriu a iniciativa da Fifa em relação ao exame antidoping envolvendo seus jogadores na Copa do Mundo de 2014. Além de reprovar a entidade máxima do futebol por ter submetido sete jogadores costarriquenhos ao exame após a vitória contra a Itália por 1 a 0 na semana passada, em Recife, a seleção costarriquenha aumentou o grau de cobrança em relação ao assunto.

Leia mais »

Saneamento: projeto trará novas obrigações aos municípios

Projeto de Lei Complementar 388/14 que cria o Fundo Nacional de Saneamento Básico (FNSB). De natureza contábil, o projeto tramita na Câmara dos Deputados e tem por objetivo “centralizar e gerenciar recursos orçamentários para os programas destinados a implementar” a universalização dos serviços de saneamento básico. Tais serviços compreendem o abastecimento de água potável, manejo de águas pluviais, coleta e tratamento de esgoto e manejo de Resíduos Sólidos.

Leia mais »