saneamento basico
Progresso Social Paraná Saneamento

Sanepar destina R$ 680 milhões para melhorias de água e esgoto

Sanepar Água Esgoto

O governador em exercício Darci Piana e o presidente da Sanepar, Wilson Bley, anunciaram na terça-feira (2) um pacote de R$ 680 milhões em investimentos em obras de saneamento básico para dezenas de municípios do Paraná.

A medida inclui obras em execução, autorizações de novas intervenções e convênios com prefeituras, com o objetivo de avançar na universalização do serviço no Estado.

Piana destacou o desempenho da Sanepar, considerada a melhor empresa de saneamento do País e eleita em abril deste ano a melhor do mundo em ações para disponibilidade e gestão sustentável da água potável e saneamento. “Devemos chegar até o final de 2026 com 90% da coleta de esgoto, sendo 100% tratado. Isso garante que a Sanepar continuará sendo a primeira empresa do mundo em saneamento”, disse Piana. “Quem trata a água e o esgoto está cuidando da saúde das pessoas.”

Mas atualmente, 100% da área dos 344 municípios atendidos pela Sanepar possui abastecimento de água. Portanto as novas obras visam garantir a continuidade dos serviços e ampliar a capacidade para atender o aumento da demanda populacional.

LEIA TAMBÉM: Falta de chuva evidencia incapacidade histórica de abastecimento em Marília/SP

No caso da coleta de esgoto, a meta da Sanepar é passar de 80,2% para 90% de cobertura até 2027, antecipando em seis anos o prazo estipulado pelo Marco Nacional do Saneamento Básico. Atualmente, 100% do esgoto coletado pela empresa é tratado. “Estes R$ 680 milhões fazem parte de um ciclo de investimentos de R$ 11 bilhões em cinco anos, sendo R$ 2 bilhões apenas em 2024. Isso nos dá a capacidade de, em parceria com os municípios, atingir as metas estipuladas no marco regulatório do saneamento de forma antecipada”, afirmou Bley.

Novas Obras

Cerca de R$ 342,2 milhões serão destinados a novas obras em 25 municípios. Manoel Ribas, Pitanga, Piraquara, Ventania e Rolândia terão as redes de abastecimento de água ampliadas. Palotina, Campo Mourão, Medianeira, Adrianópolis, Irati, Ivaiporã, Pinhais, General Carneiro, Cerro Azul, Catanduvas, Paulo Frontin, Planalto, Xambrê, Alto Piquiri, Formosa do Oeste, Mandaguaçu, Rio Azul, Jardim Alegre, Inácio Martins e Porto Amazonas receberão serviços de ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto.

Irati receberá R$ 16 milhões de investimento. Para o prefeito da cidade, Jorge Derbli, os investimentos em saneamento básico têm um forte impacto na qualidade de vida dos moradores. “Com esta nova parceria com a Sanepar, Irati chegará próximo de 100% de cobertura de água e esgoto”, comentou.

Ademais nos próximos seis meses, a Sanepar deve entregar cerca de R$ 97,3 milhões em obras de construção de reservatórios de água tratada. Operacionalização de poços, novas captações de água e ampliação de redes em São José dos Pinhais, Colombo, Curitiba, Ibaiti, Londrina, Balsa Nova, Cianorte, Porto Amazonas e Serranópolis do Iguaçu.

Contudo outros R$ 232,3 milhões estão sendo investidos na ampliação do sistema de esgoto, com estações de tratamento, unidades de bombeamento e novas redes coletoras em Araucária, Irati, Manoel Ribas, Ponta Grossa, Arapongas, Loanda, São Jorge do Patrocínio, Barbosa Ferraz, Nova Esperança, União da Vitória e Imbituva. As novas redes de coleta somam 237 quilômetros de tubulações.

Sanepar Rural

Portanto outros R$ 4,7 milhões serão destinados ao programa Sanepar Rural. Com a instalação de poços e redes de distribuição de água em 14 comunidades rurais de diversos municípios. O programa prevê parcerias entre a Sanepar e os municípios para fornecer estudos técnicos, materiais hidráulicos, equipamentos eletromecânicos, treinamento e apoio técnico, ambiental e social. Os municípios devem disponibilizar o manancial de abastecimento, mão de obra e insumos de construção civil, totalizando outros R$ 3,5 milhões em investimentos.

LEIA TAMBÉM: Cidade de São Paulo tem o junho mais seco e quente em 63 anos, aponta Inmet

Em suma a Sanepar também desembolsará cerca de R$ 7 milhões por meio do programa Parceria Urbana. Através do qual as prefeituras contratam as obras e recebem o reembolso financeiro da Companhia. O dinheiro será usado para ampliar o abastecimento de água em Cerro Azul e a coleta e tratamento de esgoto em Santana do Itararé, Salto do Itararé, Sengés, Loanda e Goioerê.

Fonte: UM.

Últimas Notícias: