saneamento basico
osmose reversa

Remoção de fluoxetina de água por nanofiltração e osmose reversa

Remoção de fluoxetina de água por nanofiltração e osmose reversa

Este trabalho abordou o uso de nanofiltração e osmose reversa para remover o composto farmacêutico fluoxetina de água. Essa substância pode ser encontrada em rios e lagos, demandando estudos que envolvam a aplicação de tecnologias eficientes na remoção e/ou mitigação destes compostos.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a NF e RO como alternativa para remover Fluoxetina. A NF removeu a fluoxetina na faixa entre 50% e 60% e, por sua vez, a osmose inversa apresentou até 98,8% de remoção, demonstrando ser o método mais satisfatório nas condições experimentais analisadas. RO é um método adequado para complementar os sistemas de tratamento de água e garantir baixas concentrações de FLX em água.

Autores: Talita Dalbosco; Jéssica Stefanello Cadore; Alessandra Pezzini e Nelson Miguel Grubel Bandeira.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »