saneamento basico
saema-araras

Araras/SP atinge 100% de esgoto tratado

Imagem Ilustrativa

De acordo com a Autarquia, atualmente, a eficiência no tratamento é de 89%, índice superior exigido pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). “Com o nível máximo do tratamento, ultrapassamos a porcentagem mínima exigida pelas normas ambientais, que é de 80%. Os 100% significam que em nossa cidade, o esgoto não será mais descartado diretamente nos rios”, comemorou o presidente Executivo do Saema, José Carlos Martini Júnior.

Um dia memorável para Araras! Na quarta-feira (15), o Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) anunciou que a cidade atingiu 100% do tratamento do esgoto, em evento na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), transmitido ao vivo pela internet.

Para o prefeito de Araras, Pedrinho Eliseu, a obtenção dos 100% do tratamento, faz Araras se destacar ainda mais na região. “Sempre fomos exemplo e, com essa vitória, mantemos a nossa vanguarda. Muitas cidades vizinhas não contam com esses índices quando o assunto é tratamento do esgoto”, afirmou. “Em muitos anos, o esgoto de nossa cidade foi jogado nos rios, porém, essa situação mudou”, disse o prefeito.

O proprietário da empresa Legun Tecnologia Ambiental, responsável pelo tratamento do esgoto em Araras, Carlos Laia, explicou como é realizado o serviço no município. “Araras é a primeira cidade do Brasil que utiliza o método de bioaumentação, por meio de microrganismos autóctones, produzidos na própria ETE. Esse tratamento é 100% natural, sem nenhum produto químico presente”, explicou.

No evento, estiveram presentes também Anete Monteiro dos Santos Casagrande (vice-prefeita de Araras), Alexandre Faggion Castagna (secretário de Governo e das Relações Institucionais), Paulo Emygdio (diretor Executivo do Saema), Renata Cristina Ignácio Batista (técnica responsável em Estação de Tratamento de Esgoto), Nilton César de Faria (chefe da Divisão de Coleta e Tratamento de Esgoto) e os vereadores Rodrigo Soares (presidente da Câmara Municipal), Mirian Vanessa Pires (vice-presidente da Câmara Municipal), Ana Júlia Casagrande (secretária da Mesa Diretora), Deise Aparecida Olímpio de Oliveira e Manoel Oliveira dos Santos Filho – “Mané da Rádio”.


LEIA TAMBÉM: Saneamento básico deve ser universalizado em MT até 2033

Apresentações artísticas e cinturão florestal

Além da apresentação dos índices obtidos pelo tratamento do esgoto, o evento contou com manifestações artísticas desenvolvidas por alunos das seguintes escolas municipais: Emeief Antonio Severino (Parque Santa Cândida), Emef Adriano Ademir Lombi (Parque Terras de Santa Olivia) e Emef Professor Júlio Ridolfo (Jardim São Luiz).

Após a cerimônia, houve um plantio de mudas de eucaliptos, que irão formar um cinturão florestal na ETE.

Outras informações sobre o tratamento do esgoto em Araras podem ser obtidas pelo telefone 3543-5500 (Saema).

Fonte: Notícias Araras.

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »