saneamento basico
Sabesp Financiamentos Projeto Tietê

Estado prevê investimento de R$ 1 bi para o Tietê

Investimento no Tietê

O Projeto Tietê prevê investimento de cerca de R$ 1 bilhão no Alto Tietê. O recurso será destinado às obras de ampliação de sistemas de esgotamento sanitário para os próximos dez anos.

Obras estão em andamento em Arujá, Ferraz, Itaquá, Poá e Suzano

O projeto prevê a implantação de redes, coletores, interceptores e elevatórias de esgoto. São obras que contribuem diretamente para revitalização gradativa do Tietê e de seus afluentes, ao ampliar o volume de esgoto encaminhado para tratamento e impedir sua chegada aos cursos d’água.

Os trabalhos que estão em andamento são as construções dos interceptores ITi 15 e ITi 16, grandes tubulações para receber o esgoto e levar para tratamento, de estações elevatórias para bombeamento de esgoto e de interligações e coletores-tronco.

A Três Pontes é uma delas, que entrou recentemente em operação. Essas obras, que já estão em andamento, beneficiarão municípios da região como Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá e Suzano.

Investimento no Tietê

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) assumiu em 2019 a operação do saneamento em Guarulhos. Desde então vem ampliando a coleta e o tratamento de esgoto no município, também contribuindo para a despoluição do rio Tietê.

A Companhia implantou 375 km de redes e coletores, além de 50 mil ligações novas, totalizando o investimento de R$ 200 milhões. Para os próximos anos, a Sabesp contratou a construção de três grandes equipamentos de tratamento de esgoto para Jardim Fortaleza, Cabuçu e Ponte Grande. Além disso, pretende realizar obras para integrar os sistemas às Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) Parque Novo Mundo e São Miguel.

Fonte: DS.
Últimas Notícias:
Projetos IoT Áreas Remotas

Desafios de Conectividade em Projetos de IoT em Áreas Remotas

No mundo da Internet das Coisas (IoT), a conectividade é a espinha dorsal que permite a comunicação entre dispositivos e a coleta de dados em tempo real. Entretanto, em áreas remotas, onde a infraestrutura de rede de dados é escassa ou inexistente, estabelecer uma conexão confiável pode ser um desafio significativo.

Leia mais »