saneamento basico
saneamento

Água e saneamento: GDF investe R$ 230 milhões em obras

Os canteiros de obras, espalhados por 15 regiões administrativas, também fomentam a geração de empregos

Nos últimos 20 meses, o Governo do Distrito Federal (GDF) vem atuando na melhoria de diversas infraestruturas públicas, e um dos focos dos trabalhos é a manutenção e ampliação da rede de distribuição de água e saneamento básico. Ao todo o GDF já investiu R$ 230 milhões em 19 obras de ampliação da disponibilidade hídrica, esgotamento sanitário e setorização de redes, levando dignidade e conforto para os moradores do DF.

Até o momento, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) já concluiu quatro serviços e está executando outros 15, previstos para serem concluídos entre o fim do ano e os primeiros meses de 2021. Os canteiros de obras, espalhados por 15 regiões administrativas, também fomentam a geração de empregos: somados, todos os empreendimentos geraram 820 empregos diretos e cerca de 2.460 indiretos.

À beira da BR-020, próximo aos condomínios do Grande Colorado, as máquinas da Caesb levantam poeira nos canteiros, cavando buracos e abrindo uma grande veia na terra para a instalação, interligação e reforço de adutoras para toda a região norte do DF. A obra, que recebeu um investimento de R$ 3,2 milhões, tem como objetivo diminuir a pressão na rede e o risco de rompimento das adutoras, aumentando a disponibilidade de água da região e elevando o nível de vazão de água.


LEIA TAMBÉM: BNDES RECEBERÁ R$ 350 MILHÕES PARA INVESTIMENTOS EM SANEAMENTO BÁSICO


Nova Tubulação

Ora reforçando, ora substituindo a antiga rede de adutoras, o trecho recebeu 1.700 metros lineares de uma tubulação nova, feita de tubos de polietileno (PEAD) de 630 milímetros de diâmetro, que operam com capacidade para dar vazão a 140 litros de água por segundo. A obra vai beneficiar cerca de 350 mil pessoas que moram no Grande Colorado, Sobradinho, Sobradinho II e Planaltina.

Para Guilherme Gobbi, engenheiro da Caesb, os trabalhos que estão sendo executados vão trazer estabilidade para os moradores do DF durante um bom tempo: “Terminamos há duas semanas a ligação de uma adutora no Jardim Botânico, bem grande, que vai atender também a região de São Sebastião. São obras importantes, que terão uma durabilidade longa, de pelo menos uns 30 anos de tranquilidade”.

Empenho Coletivo

Para o presidente da Caesb, Daniel Rossiter, os números positivos refletem o esforço realizado diariamente pela empresa. “A Caesb trabalha 24 horas por dia para garantir à população uma água de qualidade e um bom tratamento do esgoto. O investimento de mais de R$ 200 milhões que a Caesb vem fazendo vai garantir ainda mais segurança e conforto aos nossos usuários. Seguimos empenhados, com todo o apoio do governador Ibaneis Rocha, para oferecer serviços melhores e atendimento de excelência à população”, ressalta.

A Caesb atende 99% da população do DF com rede de água, além de coletar 89,4% do esgoto e tratá-lo totalmente. Em junho deste ano, Brasília conquistou o prêmio de 2º lugar, entre as capitais brasileiras, no ranking ABES da universalização do saneamento.

Fonte: Jornal de Brasília.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: UM ANO DEPOIS, MANCHAS DE ÓLEO AINDA REPRESENTAM RISCO AOS ECOSSISTEMAS MARINHOS E À SAÚDE

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »