saneamento basico

Cachoeira Paulista recebe nova estação de tratamento de esgotos

O Governo de São Paulo, por meio da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), inaugurou nesta quarta-feira, 18 de dezembro, a Estação de Tratamento de Esgoto de Cachoeira Paulista. A empresa investiu cerca de R$ 5,3 milhões na ampliação do tratamento de esgoto coletado, que passou de 5% para 96%, beneficiando diretamente toda a população do município, de 30 mil moradores.

O secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni, destacou a importância do saneamento básico para a atratividade dos municípios. “À frente da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos convivo com todos os prefeitos do Estado de São Paulo e é muito nítida a diferença entre os municípios operados e os não operados pela Sabesp. As cidades operadas pela Sabesp estão numa posição bem melhor, bem mais confortável sob o aspecto ambiental, com água tratada, coleta e tratamento de esgoto e isso é fundamental para atrair empresas e gerar desenvolvimento”, disse o secretário.

Esta é a terceira estação de tratamento de esgoto inaugurada de um total de 12 estações que a região está recebendo entre 2013 e 2014. E por conta disso já percebemos melhora na qualidade da água dos nossos rios. Em Cachoeira Paulista, a Sabesp está elevando de 5% para 96% o tratamento de esgoto e em fevereiro o índice alcançará os 100%, enquanto o Brasil trata 37%.”, disse o superintendente da Unidade de Negócio Vale do Paraíba, Oto Elias Pinto, que representou a diretora-presidente Dilma Pena. ”Na região do Vale do Paraíba, o índice de tratamento de esgoto subiu de 40% para 90% nos últimos quatro anos.

Além da instalação, com capacidade para tratar 104 litros por segundo, foram construídos 709 metros de tubulações e três estações de bombeamento.

Em fevereiro de 2014, serão concluídas as obras de reversão do esgoto dos bairros Quilombo e Embauzinho, para a estação de tratamento Embaú e para a nova instalação respectivamente, com a instalação de 10 quilômetros de tubulação e investimento de R$ 2,1 milhões. Com o término desta obra o índice de tratamento de esgotos coletados passará de 96% para 100%, universalizando os serviços de saneamento do município.

A universalização beneficia também o meio ambiente, contribuindo para a preservação do rio Paraíba do Sul e dos córregos Minhoca, Pitéu e Moinho.

Universalização – A Unidade de Negócio da Sabesp do Vale do Paraíba atende 24 municípios, que estão recebendo investimentos suficientes para que alcancem a universalização dos serviços de saneamento em 2014. Os investimentos no período 2011-2014 somam R$ 519,5 milhões.

Deste total, R$ 85,5 milhões serão investidos no próximo ano. Em 2013, 14 municípios da região já contam com a universalização dos serviços de saneamento básico: Monteiro Lobato, Taubaté, Tremembé, São Luiz do Paraitinga, Roseira, Redenção da Serra, Lorena, Lagoinha, Jambeiro, Igaratá, Caçapava, Bananal, Silveiras e Pindamonhangaba.

Fonte: Sabesp
Veja mais: http://site.sabesp.com.br/site/imprensa/noticias-detalhe.aspx?secaoId=65&id=6009

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »