saneamento basico
estacao-tratamento-esgoto

Governo do Estado vai investir R$ 150 milhões em saneamento para Aracruz/ES

A Cesan é responsável pelos serviços de saneamento em 53 dos 78 municípios capixabas.

O Governo do Estado assumiu, por meio da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário da orla de Aracruz. As obras de sistema de reforço no abastecimento de água de Santa Cruz e adjacências já foram iniciadas e têm a previsão de serem concluídas em quatro meses. A companhia inicia a prestação dos serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto a partir do dia 1º de agosto. A Cesan é responsável pelos serviços de saneamento em 53 dos 78 municípios capixabas.

Em solenidade virtual, o governador Renato Casagrande destacou que serão investidos R$ 150 milhões ao longo dos 30 anos de concessão. “Não existe desenvolvimento sem água. Quando fizemos o acordo para que a Cesan assumisse a parte litorânea da cidade, foi um passo importante para realizar esse investimento. Essa região necessita de investimentos para dar suporte aos grandes empreendimentos, além do turismo que é muito forte, e garantir o atendimento de qualidade aos moradores”, afirmou.

Casagrande prosseguiu: “Temos feitos investimentos estratégicos em Aracruz e vamos continuar com as obras estruturantes, pois o município é fundamental para o desenvolvimento do nosso Estado. Uma cidade que gera muitas oportunidades com os grandes empreendimentos que recebe. Água é fundamental e a gente necessita ter consciência da preservação dos recursos naturais. É importante avançarmos no desenvolvimento, mas preservando o meio ambiente.”

LEIA TAMBÉM: DOURADOS/MS RECEBERÁ INVESTIMENTOS PARA AMPLIAÇÃO DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO

Contrato com o Município 

O diretor presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael), lembrou que a empresa completa 53 anos de atividades em 2020, expandindo sua operação ao assumir um novo sistema. “Um momento emblemático para a história da companhia, para Aracruz e para o nosso Estado. A assinatura do Contrato de Programa com o município aconteceu em março deste ano e quatro meses depois a equipe está em campo trabalhando para o início das operações na cidade”, disse.

Cael reforçou a importância dos investimentos em saneamento básico para toda a população. “Posso afirmar que as condições sociais, econômicas e ambientais da cidade serão muito mais prósperas. O balneário de Aracruz terá suas praias mais limpas, sua área natural preservada e a população com mais saúde e novas oportunidades que são geradas quando se tem água de qualidade, esgoto tratado e o meio ambiente respeitado”, lembrou o diretor presidente da Cesan.

A prestação de serviços visa atender o Plano Municipal de Saneamento Básico da região litorânea definido para os próximos 30 anos, que tem em seu escopo as atividades a captação, adução e tratamento de água bruta; adução, reservação e distribuição de água tratada; coleta transporte para tratamento e disposição final de esgotos sanitários; medição de consumo, faturamento e entrega das contas de água e esgoto para atender cerca de 40 mil moradores das localidades de Balneário do Sauê, Barra do Riacho, Barra do Sahy, Caieiras Velhas, Coqueiral, Mar Azul, Porto Santa Cruz (Itaparica), Praia dos Padres, Putiri, Rio Preto, Santa Cruz e Vila do Riacho.

Fonte: O Ribanense.

Últimas Notícias:
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »