saneamento basico

Corsan apresenta proposta de investimento de R$388 mi em saneamento

O impasse em torno dos serviços de saneamento em Santa Cruz do Sul pode estar próximo de um desfecho. A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) pretende, já na próxima semana, apresentar uma proposta definitiva de bases contratuais à Prefeitura. No final do ano passado, o prefeito Telmo Kirst homologou o novo Plano Municipal de Saneamento, que prevê investimentos na ordem de R$ 388 milhões nos próximos 30 anos. Na sequência, apresentou o Plano à Corsan.

De acordo com o presidente da estatal, Tarcisio Zimmerman, o documento está sendo analisado principalmente sob o ponto de vista econômico-financeiro. A última proposta apresentada pela Corsan ao município, em 2012, previa investimentos inferiores ao do novo Plano Municipal de Saneamento. Conforme o presidente, a próxima proposta pode conter algumas alterações em relação ao que o Plano estabelece.

Outra questão que está sendo analisada envolve o desconto na tarifa de consumo de água. Na proposta anterior da Corsan, que venceu a licitação aberta pelo município em 2012, estava previsto uma redução de 16% em relação ao valor atualmente praticado. Entretanto, a estatal vinha alegando que, se fosse feito um contrato direto com a Prefeitura, o desconto não seria possível. Mesmo assim, o prefeito Telmo Kirst impôs a redução como condição para renovar o contrato. Zimmerman não descarta que isso esteja incluído na proposta.

Dentre os investimentos previstos no Plano Municipal de Saneamento, estão instalação de novos reservatórios, ampliação da rede de esgoto, construção de uma nova estação de tratamento de água e intervenções no Rio Pardinho e Lago Dourado.

Fonte: Gaz
Veja mais: http://www.gaz.com.br/_conteudo/2014/01/noticias/regional/10756-corsan-apresenta-proposta-a-prefeitura-na-semana-que-vem.html

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »