saneamento basico

Desconto na água deve reduzir IPCA

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai mudar o cálculo do item “taxa de água e esgoto” na apuração da inflação em São Paulo, o que pode reduzir a taxa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em até 0,1 ponto porcentual já na divulgação da próxima semana e ajudar o governo a cumprir a meta de inflação no ano.

A equipe da Coordenação de Índices de Preços do órgão usará dados fornecidos pela Sabesp para permitir que os indicadores de inflação apurados captem o efeito dos descontos de 30% na tarifa oferecidos aos clientes que economizaram na conta de água.

A mudança passará a valer já para o IPCA de maio, que será divulgado pelo instituto na próxima Sexta-feira.

Fonte e Agradecimentos: Em.com
Veja Mais: http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/05/31/internas_economia,534665/desconto-na-agua-deve-reduzir-ipca.shtml

Últimas Notícias:
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »