saneamento basico

Atualização da base de dados de estações de tratamento de esgotos no Brasil

Resumo

O Atlas Esgotos – Despoluição de Bacias Hidrográficas foi elaborado pela ANA com a parceria da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (SNSA)/Ministério das Cidades, atual Secretaria Nacional de Saneamento/Ministério do Desenvolvimento Regional e a colaboração de representantes de órgãos federais, estaduais e municipais. Concluído em 2017, o Atlas se constituiu em um estudo pioneiro que proporcionou uma visão ampla da situação do esgotamento sanitário urbano e de seu impacto na qualidade dos recursos hídricos do País.

Os principais objetivos do trabalho foram: i) Caracterizar a situação atual da coleta e do tratamento de esgotos em todos os municípios brasileiros, tendo como referência o ano de 2013; ii) Avaliar o impacto nos corpos d’água do lançamento dos esgotos brutos e tratados; iii) Identificar as soluções técnicas e investimentos em tratamento de esgotos com foco na universalização e nos requisitos de qualidade da água; iv) Propor estratégia de implementação das ações considerando a situação institucional e horizonte 2035; e v) Garantir transparência e acesso aos dados de diagnóstico e de planejamento para os tomadores de decisão e para a sociedade.

O panorama do esgotamento sanitário urbano dos 5.570 municípios foi realizado em conjunto com 25 companhias estaduais e 475 prestadores municipais públicos e privados que forneceram informações primárias de 3.005 cidades. Para as 2.565, restantes foram utilizadas informações secundárias, ou seja, aquelas disponíveis em pesquisas nacionais realizadas anteriormente, tais como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

A divulgação do Atlas Esgotos teve como resposta uma aceitação positiva pela sociedade como um todo. Suas informações vêm sendo utilizadas por diversas instituições vinculadas à gestão dos recursos hídricos, por empresas de consultoria, pelo meio acadêmico, pelas companhias de saneamento, pela imprensa em geral, por diversas áreas da ANA e por integrantes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH).

Artigo Completo 

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »