saneamento basico

Bragança Paulista: Audiência Pública discute renovação do contrato da SABESP

Na noite de quarta-feira, 28/01/15, aconteceu na Câmara Municipal uma Audiência Pública a respeito da proposta oferecida pela SABESP ao Município de Bragança Paulista para a renovação do contrato de concessão do serviço de Água e Esgoto por mais de trinta anos com revisões dos termos dos mesmos em um prazo máximo de até quatro anos.

A população esteve presente na audiência visando a Renovação do Contrato com a Sabesp - foto portalbraganca.com.br

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP, é uma empresa de economia mista, sendo que seu maior acionista é o governo do Estado de São Paulo com 51%, possui ações na BM&FBovespa,  e é uma das maiores prestadoras de serviços de água e esgoto do mundo com base no número de clientes.

A empresa já atua em Bragança Paulista a mais de 30 anos, e durante este período foi alvo de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC)  firmado com Ministério Público,  proveniente de ação civil pública por dano ambiental decorrente do lançamento de esgotos in natura nos cursos d’água do município, cujos termos obrigam a implantação Estação de Tratamento de Esgoto, a qual já foi realizada, além da adoção de ações de recuperação ambiental que ainda está pendente.

Gerente da Sabesp em Bragança Paulista,  José Carlos de Camargo - foto: portalbraganca.com.br

O gerente da Sabesp em Bragança Paulista,  José Carlos de Camargo, explicou as dificuldades ocorridas no tratamento da água durante o final do ano de 2014 e mais recentemente em 23 de janeiro último, além das tratativas que chegaram a proposta feita pela empresa .

Doutora Patrícia Mariotto Fernandes Gianesini  - Foto: portalbraganca.com.br

A advogada, Doutora Patrícia Mariotto Fernandes Gianesini da Sabesp, expôs suscintamente o que o novo contrato oferece ao município,  e quais as obrigações do mesmo, e foi auxiliada pela analista de gestão Alexandra de Oliveira Ramos referente a detalhes técnicos pertinentes a futuros investimentos.

Analista de gestão Alexandra de Oliveira Ramos  - foto: portalbraganca.com,br

O contrato entre município de Bragança Paulista e Sabesp foi expirado em 2009 e após inúmeras tentativas e tratativas parece que poderá ser concretizado. A empresa que relutava no início das negociações em conceder uma compensação ao município, em sua nova proposta oferece7,07% do líquido, ou seja R$ 50 Milhões, assim divididos:  R$ 45 Milhões repassados diretamente ao Município  em quatro, para que sejam investidos  em projetos ambientais entre outros  e mais R$ 5 milhões que seriam investidos pela SABESP na recuperação de lagos etc.

Detalhamento das ações propostas pelo Município - foto: portalbraganca.com.br

A liberação dos R$ 45 Milhões seriam feitas em quatro parcelas, assim definidas:

1ª Parcela – 60 dias após assinatura do contrato

2ª Parcela – 240 dias após a assinatura do contrato e das devidas prestações de contas do dinheiro aplicado da 1ª Parcela

3ª Parcela – 420 dias após a assinatura do contrato e das devidas prestações de contas do dinheiro aplicado da 2ª Parcela

4ª Parcela – 600 dias após a assinatura do contrato e das devidas prestações de contas do dinheiro aplicado da 3ª Parcela.

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »