saneamento basico

Em sessão ordinária comissário do Daea é convidado a prestar esclarecimentos

Em reunião realizada na tarde de terça-feira (07/04), os vereadores Gilberto Batata Mantovani (PR), Dr. Jaime (PTB) e Cido Saraiva (PMDB) decidiram convidar o comissário geral da Agência Reguladora de Serviços de Água e Esgoto de Araçatuba – Daea, José Luís Fares, para uma prestação de contas ao Poder Legislativo.

Ao lado dos vereadores Cabo Claudino (PTdoB) e Carlinhos Santana (PDT), os parlamentares formam a comissão especial que foi constituída para acompanhar o cumprimento do contrato de concessão dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário à Samar (Soluções Ambientais de Araçatuba S/A). O encontro ocorreu no gabinete do presidente do grupo, vereador Gilberto Batata Mantovani.

O convite ao dirigente do Daea foi sugerido pela vereadora Edna Flor (PPS) por meio de ofício endereçado à presidência da Câmara. A parlamentar justifica o seu pedido nas recentes notícias divulgadas pela imprensa relativas à recuperação judicial de diversas empresas ligadas ao Grupo OAS, fundador da Samar.

De acordo com o vereador Gilberto Batata Mantovani, o comissário geral do Daea será convidado a participar já da próxima sessão ordinária, marcada para segunda-feira (13/04). “Vamos convidar o presidente da agência reguladora para prestar esclarecimentos à população a respeito dos investimentos que a Samar se comprometeu a fazer em Araçatuba e dos fatos divulgados pela imprensa”, informou Batata.

O vereador Dr. Jaime frisou que a agência reguladora tem a obrigação de fiscalizar e prestar contas do cumprimento do contrato de concessão. “Há um custo financeiro para manter a agência exatamente para isso, para verificar se o contrato está sendo cumprido, para prestar contas à Câmara e ao Executivo. Como são técnicos, eles devem prestar essas informações de maneira clara e efetiva”, ressaltou Jaime.

Após a oitiva do responsável pelo Daea, a comissão especial pretende verificar a veracidade das informações prestadas. “Dentro do que o Fares relatar, vamos percorrer os locais dos investimentos e analisar se foram cumpridos de acordo com o contrato da concessão”, anunciou Batata.

O grupo de vereadores tem até a segunda quinzena de maio para concluir os trabalhos da comissão e apresentar relatório em plenário. A próxima reunião está agendada para quarta-feira (15/04).

 

 

Fonte: Câmara de Araçatuba

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »