saneamento basico

Nascentes do Xingu: Um ano da Aegea em Mato Grosso

Criada para administrar as concessões adquiridas pela Aegea em Mato Grosso, a Nascentes do Xingu comemora o primeiro ano de atuação com uma extensa lista de obras realizadas e previsão de investimentos de mais de R$ 220 milhões para os próximos anos. A holding, que busca aprimorar e expandir ainda mais os serviços prestados através de suas empresas em 17 municípios mato-grossenses, mantém o trabalho pautado na responsabilidade socioambiental e na busca constante pela qualidade de vida da população atendida.

Os números da Nascentes do Xingu serão ainda maiores quando as metas de crescimento forem atingidas. “Há muito a ser feito quando nos referimos a saneamento básico em Mato Grosso. O Estado é imenso e a infraestrutura de muitos municípios é pequena diante do grande potencial da região”, diz o presidente da holding, Julio Moreira. E continua: “Estar presente nestes lugares é uma oportunidade de contribuir com o desenvolvimento econômico e social local e de elevar a qualidade de vida dos mato-grossenses”. Ele conta que o primeiro ano da Nascentes do Xingu no Estado foi cheio de desafios. “Bairros sem água e municípios sem nenhum percentual de rede de esgotos implantado. Esse era o cenário quando começamos a atuar em Mato Grosso. No entanto, com investimentos pesados e muito trabalho, seguimos um modelo de gestão moderno para que as concessionárias ganhassem eficiência operacional e financeira”, destaca Moreira.

Para ampliar e regularizar o sistema de água dos municípios foi feita uma grande transformação das unidades em um prazo curto. Os benefícios já podem ser sentidos pela população. Entre as melhorias realizadas nas cidades de atuação estão a perfuração de 14 novos poços, a construção de 03 reservatórios de água que juntos têm a capacidade para 2 milhões de litros, além da reforma e ampliação de 06 Estações de Tratamento de Água. O diretor-executivo da empresa, José Ailton Rodrigues, enfatiza que o volume de investimentos que está sendo aplicado pela Nascentes do Xingu é o maior em esgotamento sanitário da história dos municípios.

Cidades como Sorriso, Primavera do Leste, Campo Verde e Pedra Preta terão um salto em qualidade de vida, saindo de índices baixíssimos de coleta e tratamento de esgotos para 90% de rede em funcionamento nos próximos anos. “Com a recente parceria com o Fundo de Investimento do Governo de Cingapura (GIC), o saneamento básico destes municípios dará um salto de qualidade em tempo recorde”, frisa o diretor executivo, que fala também das oportunidades que virão. “Temos à frente novos desafios, que trarão grandes possibilidades de crescimento para toda a equipe, por isso já planejamos altos investimentos em qualificação”, finaliza.

Hoje, a Nascentes do Xingu controla 17 concessões de água e esgoto em Mato Grosso, atendendo a uma população de aproximadamente 330 mil pessoas.

julio-moreira

Presidente da Nascentes do Xingu, Julio Moreira. Objetivos definidos, dedicação e trabalho em equipe.

Trabalho recorde em Sorriso beneficia moradores

 

Até 2017, a Águas de Sorriso investirá R$ 74 milhões em obras de saneamento no município

A Nascentes do Xingu fecha 2013 com recordes em desempenho operacional. Há pouco mais de um ano administrando os serviços de água e esgotos em 17 cidades mato-grossenses, a empresa já colhe os resultados da busca constante por transparência e eficiência e do continuo respeito à população atendida e ao meio ambiente. A concessão administrada na cidade de Sorriso, a 418 km da capital Cuiabá, é um dos exemplos dos resultados desta dedicação que pode ser descrita em números: em apenas 08 meses, a capacidade de abastecimento do município saltou de 700 m³ por hora para 1 milhão de m³.

Melhorias que já são sentidas pelo torneiro mecânico, Agenor Nascimento, morador do bairro Jardim Aurora. “Antes só chegava água na minha casa três vezes na semana, sem pressão suficiente para encher minha caixa d’água. Hoje tenho água na torneira todos os dias e vejo o quanto o trabalho da Águas de Sorriso tem mudado pra melhor a minha vida e a dos moradores do meu bairro”, comemora Agenor, de 55 anos.

A falta de água frequente era um dilema enfrentado há anos por moradores de 15 bairros de Sorriso, cidade com mais de 75 mil habitantes. Para solucionar esse problema, os investimentos foram direcionados em obras de infraestrutura e interligações de redes e adutoras de água. “Para regularizar o abastecimento foram ativados 6 novos poços. Realizamos também mais de 146 obras de setorização, construímos 4 mil metros de adutoras e dois reservatórios com capacidade para um milhão de litros. Além disso, trabalhamos constantemente na redução de perdas”, conta o diretor-executivo da Nascentes do Xingu, José Ailton Rodrigues.

Ainda de acordo com Rodrigues, a concessionária também destina esforços para ampliar a rede de esgotos no município, com a conclusão recente de 7 mil metros de rede. “Todos os trabalhos continuam em ritmo acelerado. Nosso compromisso, por meio da Águas de Sorriso, é universalizar o acesso à água potável e ampliar a cobertura da rede de esgotos de 12%, em 2013, para 90% da população até 2016. Para isso, já nos preparamos para a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto, 08 Estações Elevatórias e a execução de 240 mil metros de rede coletora”, conta.

investimentos-que-nao-param

Investimentos que não param

Até 2017, a Águas de Sorriso investirá mais de R$ 74 milhões em obras de abastecimento e expansão da rede de esgotos do município. Os investimentos vão contribuir ainda mais para o desenvolvimento de Sorriso, cidade com taxa de crescimento de quase 7% ao ano, conhecida como capital nacional do Agronegócio – é a maior produtora individual de soja do mundo. Com um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, está entre os 200 municípios do País com melhor qualidade de vida e os altos investimentos em serviços de saneamento básico vão colaborar ainda mais para que Sorriso cresça neste ranking.

pedra-preta

Obras no município de Pedra Preta começam em 2014

A ampliação da cobertura da rede de esgotos para 90% da população urbana de Pedra Preta até 2018 e a prorrogação do contrato de concessão por mais 9 anos. Essas conquistas, que contribuirão para o desenvolvimento do município e a qualidade de vida da população, foram firmadas por meio de um Termo Aditivo assinado pela Saneamento Básico de Pedra Preta e a Prefeitura do município no final de agosto.

As obras de ampliação da rede de coleta e tratamento de efluentes serão iniciadas em 2014 e, em dois anos, a cobertura do serviço chegará à 60% da população. “A negociação do aditivo com o Executivo Municipal foi pautada pelo compromisso mútuo em oferecer mais qualidade de vida e saúde aos cidadãos”, ressalta o presidente da holding, Julio Moreira.

Moreira destaca ainda que entre as melhorias que serão executadas está a construção de uma Estação Provisória de Tratamento de Esgoto para atender a região da Cohab, localizada nas proximidades do Córrego Águas Claras. Além disso, o abastecimento de água na cidade também recebeu ampliações e melhorias em 2013.

Desde que assumiu a concessão, a concessionária tem investido no sistema de abastecimento de água de Pedra Preta, realizando obras de interligação de redes, setorização e melhorias nos poços tubulares profundos. Hoje, o sistema de abastecimento do município atende a toda população, levando água tratada para 4.800 residências todos os dias.

porto-esperidiao

Águas de Porto Esperidião

Empresa inaugura Estação de Tratamento de Água e inicia obras na rede de esgotos

Em menos de seis meses, a Águas de Porto Esperidião deu um grande passo rumo a melhoria da qualidade de vida e saúde da população. Após inaugurar a Estação de Tratamento de Água Rio Jauru, em junho, a concessionária deu início as obras da rede de esgotamento sanitário do município com a reforma da Estação Elevatória de Esgoto.
Com 10% da rede de esgotamento sanitário do município implantada até o final de 2013, a empresa prevê ampliar a cobertura para 30% até 2016. Nos próximos anos, serão investidos R$ 9,3 milhões em melhorias no sistema de água e esgotos da cidade. Neste montante está incluso a ativação da Estação de Tratamento de Esgoto, uma das mais importantes obras que contribuirão para a saúde de todos.

fonte e Agradecimentos: http://www.aegea.com.br/revista/2014/01/nascentes-do-xingu-um-ano-da-aegea-em-mato-grosso/

Últimas Notícias:
Blindagem Valas Estroncas Flexíveis

Sistema de Blindagem de Valas com Estroncas Flexíveis

Para a execução de trabalhos neste tipo de ambiente, o sistema de Blindagem de Vala Europeu tem características técnicas desenvolvidas para atender aos requisitos da execução de obras em locais densamente urbanizados, com foco na preservação do meio ambiente e estruturas adjacentes.

Leia mais »