saneamento basico

Lucro da Copasa cai para R$ 101,3 milhões no 4º tri

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) registrou lucro líquido de R$ 101,368 milhões no quatro trimestre de 2013, o que representa uma redução de R$ 18,8% em relação a igual período de 2012.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia somou R$ 298 milhões de outubro a dezembro do ano passado, uma ligeira alta de 0,8% ante igual intervalo de 2012. Já o Ebitda ajustado da empresa de saneamento, que desconsidera a receita e os custos de construção, cresceu 2%, totalizando R$ 294 milhões ao final do último trimestre do ano.

A receita operacional líquida de água e agosto somou R$ 780,382 milhões no período, um aumento de 5% na comparação com os R$ 743,521 milhões registrados no quatro trimestre de 2012. Os serviços de água responderam a R$ 515,416 milhões, enquanto os serviços de esgoto totalizaram R$ 264,966 milhões de receita, alta de 5,3% e 4,4%, respectivamente.

2013
A Copasa encerrou o ano de 2013 com um lucro líquido de R$ 419,795 milhões, total 12,9% inferior ao lucro de R$ 481,723 milhões reportado pela empresa ao final de 2012.

Na comparação anual, o Ebitda apresentou alta de 1,2%, passando de R$ 1,14 bilhão em 2012 para R$ 1,16 bilhão no acumulado do último do ano. O Ebitda ajustado da companhia totalizou R$ 1,14 bilhão (+1,1%).
A receita operacional líquida de água e esgoto da controladora atingiu R$ 3,01 bilhões em 2013, representando um crescimento de 8,6% sobre o valor registrado em 2012.

Fonte: Portal A Tarde
Veja mais: http://atarde.uol.com.br/economia/materias/1565287-lucro-da-copasa-cai-para-r-1013-milhoes-no-4o-tri

Últimas Notícias:
Membrana de nanofiltração

Avaliação de uma membrana de nanofiltração para a remoção de antibióticos da água: um estudo de caso com Sulfametoxazol, Norfloxacina e Tetraciclina

Nesse contexto, o presente estudo avalia a nanofiltração, uma tecnologia de membranas filtrantes, na remoção de três antibióticos largamente consumidos (Tetraciclina, Norfloxacina e Sulfametoxazol) da água. Foi empregada a membrana NF270 (DOW – FilmTec), uma membrana de poliamida com massa molecular de corte de 400 Da que foi avaliada em termos de produtividade e capacidade de remoção dos antibióticos.

Leia mais »