saneamento basico
lixao

Nova York transforma maior lixão em parque e dá exemplo ao mundo

Um aterro, considerado o maior lixão do mundo e fechado em 2001, está sendo transformado em um lindo parque verde e a inauguração da primeira etapa está prevista para a próxima primavera.

O local, que abrigou 150 milhões de toneladas de lixo, será um parque estadual de 2.200 acres – 9 Km2 – quase três vezes maior que o Central Park, em Nova York.

Ele está sendo considerado um dos maiores projetos de reflorestamento da história. A primeira etapa do Freshkills, com os primeiros 21 acres de natureza recuperada, será aberta ao público entre março e junho de 2021.


LEIA TAMBÉM: OS IMPACTOS DO ISOLAMENTO SOCIAL NO MEIO AMBIENTE


Como

Todo o lixo da cidade de Nova York era despejado no aterro Fresh Kills, que aterrorizava Staten Islanders com o mau cheiro e a visão de montanhas de detritos do tamanho de um prédio de 20 andares.

Ele foi fechado em 2001 e funcionários do departamento de saneamento começaram a trabalhar para controlar a poluição.

O Departamento de Planejamento Urbano fez um concurso internacional de design e o projeto escolhido foi da empresa Operações de Campo .

Restaurações

Caminhões com terra rica em ferro foram levados de Nova Jersey para cobrir lonas de plástico que “tapavam” os montes de lixo.

Tubos de extração de metano canalizaram os vapores dos detritos subterrâneos para que as casas de Staten Island pudessem usar nos fogões.

Calhas de concreto foram construídas para canalizar a água da chuva para longe das colinas de lixo.

E o parque foi restaurado com o campo de beisebol, quadras de handebol e playgrounds.

Cabras foram levadas pra lá para ajudar na restauração ecológica.

Espécies nativas de grama brotaram no local.

As trilhas pelos bosques viraram habitat de pássaros do Atlântico.

Os montes verdes agora são separados por riachos e cursos de água natural.

Fonte: Só Notícia Boa.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: CONCESSÃO DA CEDAE FICA PARA 2021 E COM PREVISÃO DE MENOR VALOR DE INVESTIMENTO

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »