saneamento basico

Um forte El Niño pode fazer o calor bater recordes no fim do ano

Os cientistas estão observando sinais da chegada de um forte El Niño. O fenômeno faz parte do ciclo de variação de temperatura do oceano Pacífico. Durante o El Niño, a faixa equatorial do Pacífico fica mais quente. Durante a fase contrária, chamada La Niña, o Pacífico fica mais frio.

Essa variação de temperatura do oceano tem impacto pesado no clima do mundo todo. Os anos de El Niño tendem a ser mais quentes para a atmosfera. No Sul do Brasil, há verões mais chuvosos. No Sudeste, chuvas fora do padrão. Se a tendência se confirmar, pode significar que a Terra vai bater mais recordes históricos de calor.

A imagem acima é uma comparação das temperaturas do Pacífico em maio de 1997 (a esquerda) e maio de 2014 (a direita). Os trechos em vermelho mostram onde o mar está mais quente e mais alto do que a média. As áreas em azuis mostram onde ele está mais frio e mais baixo. O nível do mar tem relação com a temperatura. Na medida que a água do oceano esquenta, a superfície se eleva. Se esfria, ela desce.

A comparação entre os dois anos revela semelhanças. “O que estamos vendo agora na região tropical do Oceano Pacífico parece similar às condições do início de 1997“, diz Eric Lindstrom, oceanógrafo da Nasa (agência espacial americana), responsável pelas imagens.”Se isso continuar, poderemos ter um forte El Niño no outono. Mas não há garantias.” O outono de Eric lá na Nasa, no Hemisfério Norte, chega em setembro.

O El Niño de 1997 e 1998 foi marcante. Ele fez as temperaturas subirem no planeta todo. Deu um repique na tendência já existente de elevação das temperaturas com o aquecimento global. Para se ter uma ideia, os registros globais de temperatura começam em 1880, antes da Lei Áurea da Princesa Isabel. Segundo os registros, 9 dos 10 anos mais quentes ocorreram depois do ano 2000, na medida que o aquecimento global elevava as temperaturas na Terra. A única exceção é 1998, porque o El Niño provavelmente turbinou o aquecimento global naquele ano. Se vier por aí um novo El Niño de intensidade semelhante, viveremos um novo patamar de calor a partir do fim deste ano.

Embora nosso dia-a-dia dependa dos humores da atmosfera da Terra, ela é a parte mais insignificante do clima da Terra. O que determina as grandes tendências para o planeta é o comportamento dos oceanos. Nos últimos 12 anos, os oceanos absorveram o excedente de calor do aquecimento global, mantendo as médias anuais de temperatura no patamar mais elevado que se tem registro, mas relativamente estável. Cientistas acreditam que inevitavelmente, em algum momento, esse ciclo de amortecimento do oceano chegará ao fim, e o fundo do mar passará a não mais roubar calor da atmosfera – ou até devolver parte do que foi acumulado sob a superfície. Um El Niño forte agora pode marcar o início dessa nova fase. Se isso ocorrer, enfrentaremos condições climáticas inéditas nos próximos anos.

Fonte: Blog do Planeta
Veja mais: http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/blog-do-planeta/noticia/2014/05/um-forte-el-nino-pode-fazer-o-calor-bater-recordes-no-fim-do-ano.html

Últimas Notícias:

#Comprometimento e Responsabilidade Técnica

Desde o início da criação da Comissão CE.010:105.007 – Comissão de Estudos de Produtos Químicos para Saneamento Básico, Água e Esgoto da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em março de 2004, atuo como profissional voluntário e imparcial em prol da sociedade brasileira. Esta Comissão faz parte do CB-10, Comitê Brasileiro de Química da ABNT.

Leia mais »
Cagece Rede Esgoto Chuvas

Cagece orienta sobre cuidados com a rede de esgoto durante período chuvoso

Com o início quadra chuvosa em todo o Ceará, os cuidados com as redes de esgoto e de drenagem precisam ser redobrados, e para evitar obstruções, extravasamentos e alagamentos, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) orienta que a população faça o uso correto dos dois sistemas. Dentre as principais orientações: não destinar água de chuva e lixo para a rede de esgoto da Cagece.

Leia mais »
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »