saneamento basico
Licitação da Agespisa

Governador do PI diz que projeto de concessão da Agespisa deve ser apresentado em setembro de 2023

Projeto de concessão da Agespisa

O governador do Piauí, Rafael Fonteles (PT), afirmou que o projeto de concessão dos serviços da empresa de água e esgoto do Piauí, Agespisa, deve ser apresentado até setembro deste ano.

Rafael já havia apontado que os problemas financeiros são graves e ainda estuda o que fazer com a empresa.

A Agespisa mantém atualmente uma dívida de R$ 256 milhões.

Ele frisou que o modelo ideal está sendo estudado, mas que “certamente” uma parceria público-privado irá acontecer.

“Temos que cumprir o marco do saneamento, que prevê a universalização da água e 90% dos domicílios com esgotamento sanitário”, ressaltou.

O modelo da parceria público-privado, segundo Rafael Fonteles, ainda não foi definido. Ele reiterou que um acordo com os municípios deve ser feito.

“Esse acordo vai acontecer porque envolve a concessão municipal com um serviço que hoje é estadual. Não é algo simples de ser feito”, relatou.

O Piauí está com a média baixíssima de esgotamento sanitário” e isso o leva ainda mais a cumprir a lei do marco do saneamento.

“Teresina evoluiu de 18% para 60%, em cinco anos. De toda forma, iremos cumprir a lei e lançar mão de uma parceria público-privada”, afirmou.

LEIA TAMBÉM: Regulamentação do saneamento segue incerta

Projeto de concessão da Agespisa

O prefeito do município de Santa Filomena, Carlos Barga (PP), que fica a 926km de Teresina, afirmou que na cidade há apenas um poço construído pela Agespisa.

“Se dependesse da Agespisa, esse seria o único fornecimento de água que teríamos. De toda forma, não temos empresa que consiga arcar com essa demanda de concessão. Aqui, a prefeitura teve que abrir novos poços. O que a empresa fornece equivale a 20% do abastecimento local. Os outros 80% dos bairros, tivemos que resolver aqui com repasse próprio. Isso atrapalha outros setores”, disse.

No município de Santa Rosa do Piauí a 270km de Teresina, o prefeito, afirmou que uma obra de um reservatório foi finalizada pela Agespisa.

“Essa obra vai beneficiar os bairros mais altos da cidade. Acreditamos que a liquidação da Agespisa vai beneficiar os municípios e iremos esperar a resposta do governo para saber como proceder com relação à licitação”, disse.

Fonte: G1.

Últimas Notícias:
Projetos ESG Resultados no Saneamento

Projetos ESG e seus resultados no saneamento

Projetos ESG são práticas adotadas por empresas com base em critérios ambientais, sociais e de governança corporativa. A implementação bem-sucedida de projetos ESG reduz riscos e impactos sociais, ambientais e financeiros das operações. Dessa forma, atraem investidores e contribuem para a sustentabilidade das atividades.

Leia mais »
Descarte Correto de Resíduos

Saiba como descartar resíduos corretamente e evitar doenças como a dengue

Além de crime ambiental, o descarte irregular de resíduos sólidos traz diversos prejuízos ao meio ambiente e à população. Estes pontos se tornam ambientes propícios para a proliferação de vetores de doenças, levando às situações de alagamentos em período de chuva, comprometendo a qualidade do ambiente e da paisagem do local, além de gerar o aumento dos custos públicos com a remoção do material descartado de forma incorreta e também dos gastos com saúde pública.

Leia mais »
Contrato Sabesp Vale do Paraíba

Novo contrato da Sabesp prevê aporte de R$ 18,6 bilhões no Vale do Paraíba até 2060

Atualmente em consulta pública, o novo contrato da Sabesp encontra-se em processo de desestatização, proposto pelo governo do estado de São Paulo. Os investimentos estão previstos em R$ 18,6 bilhões até o ano de 2060, no Vale do Paraíba e Litoral Norte. Cerca de R$ 5 bilhões serão destinados à universalização do saneamento básico nas 28 cidades atendidas pela Sabesp na região até 2029. As obras que pretendem levar água potável, coleta e tratamento de esgoto para toda a população, foram definidas com as prefeituras.

Leia mais »
Dmae Fumaça Ligações Irregulares

Dmae de Uberlândia/MG vai iniciar testes de fumaça para identificar ligações irregulares de esgoto

A partir da próxima segunda-feira (4), o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) iniciará testes de fumaça para detectar ligações irregulares na rede de esgoto do município. O primeiro bairro atendido será a região do bairro Pampulha. O local em questão foi escolhido para iniciar os trabalhos devido ao grande número de chamados para desobstrução de rede, especialmente em período de chuva. Futuramente, outros bairros da cidade receberam os mesmos testes.

Leia mais »
Manejo de Resíduos Biometano Brasileiro

Ao custo global de R$ 3,1 tri, manejo de resíduos pode virar negócio, como o biometano brasileiro

Segundo alerta feito pela ONU nesta quarta-feira, 28, o volume de resíduos no mundo, que atingiu 2,3 bilhões de toneladas em 2023, continuará crescendo exponencialmente, até 3,8 bilhões de toneladas até meados deste século. A crise será ainda mais grave nos países onde os métodos de tratamento ainda são poluentes: aterros sanitários (contaminação do solo, emissões de poluentes e gases de efeito estufa, como o metano) e incineração sem recuperação.

Leia mais »