saneamento basico

Guia de Compras

Abrandador por Troca Iônica

Abrandador por Troca Iônica

ABRANDAMENTO é o processo químico através de troca iônica onde os íons de cálcio e magnésio, responsáveis pela dureza da água e causadores das incrustações, são substituídos por íons solúveis de sódio.

Faça sua Cotação Agora

Descrição Completa

ABRANDAMENTO é o processo químico através de troca iônica onde os íons de cálcio e magnésio, responsáveis pela dureza da água e causadores das incrustações, são substituídos por íons solúveis de sódio.

Essa troca se processa através da passagem da água por um leito de resina trocadora de íons do tipo catiônica forte, operando em ciclo sódio, onde os íons de cálcio e magnésio são retidos pelos grânulos da resina que libera íons de sódio solúveis,

O volume de resina utilizado no processo possui uma capacidade de troca calculada. Finda essa capacidade, ou seja, o volume de água tratado em um determinado período, é necessário procedermos a regeneração do leito de resina.


Material

Os abrandadores são vasos pressurizados, em formato cilíndrico vertical, construídos em aço carbono revestido com epóxi de alta espessura, ou totalmente em fibra de vidro com internos em polipropileno.

Estes equipamentos são projetados e instalados pela Biosis, fornecidos completos, incluindo válvulas de operação e instrumentação de controle das pressões, vazões de água de alimentação e de água de diluição da solução de salmoura concentrada bem como para totalização do volume de água tratado.

Principais Aplicações

Caldeira de vapor, lavanderias industriais, água potável, autoclaves, equipamento de resfriamento, lavagem de peças automotivas, cosméticos, abrandamento de água dura entre outros.

Vídeos, Artigos e Notícias - Mais Recentes
O crescente número do consumo mundial de materiais plásticos, e consequente crescente geração de resíduos, tem aumentado o foco na evolução da economia circular e da gestão sustentável de resíduos.
Uma das iniciativas recém-anunciadas é a produção de tapetes automotivos pela Borkar a partir de retalhos de PVC descartados na fabricação dos bancos dos carros.
O tratamento de efluente industrial proveniente de processos específicos consiste em tratá-lo de modo a adequá-lo às normas e regulamentações vigentes para despejo no corpo receptor (rios) e/ou recuperá-lo de forma usá-lo como água de reúso para diversos fins.
Ademais, esse tipo de atividade gera efluentes com elevadas cargas orgânicas, o que pode comprometer o desempenho operacional de estações de tratamento anaeróbio, como é o caso de reatores UASB.
A constatação é do Instituto Trata Brasil, ao divulgar a terceira edição do estudo Avanços do Novo Marco Legal do Saneamento Básico no Brasil de 2024 (SNIS, 2022).
O programa promete melhorar a gestão de resíduos sólidos por meio de parcerias público-privadas e da regionalização, por exemplo, via consórcios intermunicipais.