saneamento basico

Com apoio do governo brasileiro e presença de especialistas de Israel, seminário em Salvador irá discutir reuso e dessalinização da água

Evento terá comitiva do Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo do Brasil e discutirá temas de impacto positivo no meio ambiente do país

Será realizado em Salvador (BA), entre os próximos dias 22 e 23 de maio, o 3º Seminário da Associação Latino-americana de Dessalinização e Reutilização da Água (Aladyr).

O evento, que tem o apoio oficial do governo brasileiro, promoverá uma série de palestras que irão apresentar projetos para temas como dessalinização da água, tratamento de efluentes e gestão da água para a indústria de alimentos e bebidas, agropecuária e mineração.

Estarão presentes personalidades que são referências internacionais para questões de tratamento da água e, também, uma comitiva do Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo do Brasil.

Um dos destaques do seminário será a palestra sobre transferência de tecnologias de dessalinização entre Israel e Brasil, que contará com a participação de especialistas israelenses neste tema.

Crise hídrica

Também será discutida a crise hídrica brasileira e soluções para o reuso da água em grandes complexos industriais, além de oferecer informações úteis em gestão de água para a indústria de alimentos e bebidas, construção, saneamento, agropecuária, petróleo e petroquímica, mineração, energia, farmacêutica e biotecnologia.

E haverá ainda mais debates sobre assuntos que podem produzir um profundo impacto positivo no meio ambiente brasileiro, como a gestão da água para criação sustentável de gado e o reuso de efluentes feito com tecnologia de ponta.

O seminário da Aladyr em Salvador deve contar com pelo menos 300 participantes e 150 empresas.

Assunto estratégico para o Brasil

O presidente Jair Bolsonaro tem expressado em várias ocasiões a sua intenção de fazer parceria com Israel para replicar o modelo de dessalinização bem-sucedido deste país, a fim de extrair água salgada dos poços, dessalinizar, armazenar e distribuir para a agricultura familiar do nordeste brasileiro, muitas vezes atingida por períodos longos de seca.

Tudo isso dá provas claras das intenções do governo de acelerar as iniciativas de reutilização e tratamento de água e, ao mesmo tempo, criar um panorama propício para promover projetos de desenvolvimento de água.

De acordo com Marcelo Bueno, diretor da Associação Latino-americana de Dessalinização e Reutilização de Água (Aladyr), o Brasil tem tudo para tirar proveito de suas potencialidades e recursos nessa área.

marcelo

O país possui 12% da água doce do planeta e detém os maiores recursos hidrológicos do mundo, mas sua distribuição é tão desigual que as práticas de dessalinização e reutilização de água serão, no médio prazo, obrigatórias para garantir o seu acesso a toda a população ao recurso hídrico.

“Sabemos que a riqueza da água do Brasil é um fato incontestável, mas também sabemos que a distribuição é muito desigual, não há água suficiente para todo o país”, sustenta Bueno.

Por essa razão, que ele argumenta que é necessário repensar a matriz de água. “Temos água de superfície e águas subterrâneas, mas devemos introduzir reutilização, controle de perdas e dessalinização”, diz o especialista, que nos dias 22 e 23 de maio participará da 3ª Edição do Seminário da Aladyr, em Salvador, na Bahia.

Já o presidente do Aladyr, Juan Miguel Pinto, valoriza a vontade expressada publicamente pelo governo brasileiro, acadêmicos e empresários no sentido de identificar soluções tecnológicas disponíveis para a dessalinização e reutilização de água com o objetivo de definir melhor políticas públicas sobre o assunto.

miguel

Juan Miguel explica que o seminário em Salvador será uma excelente oportunidade para atualização do conhecimento e aprendizado sobre iniciativas, boas práticas e projetos desenvolvidos no Brasil e na América Latina em termos de gestão da água.

“Queremos que profissionais, empresas e organizações relacionadas à dessalinização, reutilização e tratamento de água e esgoto encontrem neste seminário uma valiosa oportunidade para integrar novas tecnologias, pesquisas e histórias de sucesso de outras latitudes que tentam melhorar o panorama atual “, diz Juan Miguel Pinto.

Serviço:

Horários do seminário

22 de maio: das 8h às 18h

23 de maio: das 8h às 14

Local do evento

Wish Hotel da Bahia

Endereço: Av. Sete de Setembro, 1537 – Dois de Julho, Salvador – BA

Para informações sobre inscrição no evento, acesse : https://aladyr.net/pt-br/salvador-brasil-2019/

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »