saneamento basico

Youssef intermediou obra da Saned, em Diadema

Lista apreendida pela PF (Polícia Federal) aponta que o doleiro Alberto Youssef intermediou obra na Saned (Companhia de Saneamento Ambiental de Diadema), colocando novamente o Grande ABC na rota da investigação. Conforme a revista CartaCapital, o documento compreende negociações feitas de 2009 a 2012, durante o governo Mário Reali (PT), e foi encontrado na casa do doleiro, preso desde março na Operação Lava Jato, acusado de comandar esquema de lavagem de dinheiro com ramificação na Petrobras.

A atuação do doleiro na Saned complementa outras 746 intervenções, envolvendo empreendimentos em todo o País. Essa lista apresenta nome, telefone fixo e contato de pessoa da empresa, além de informações específicas sobre o projeto. Entretanto, não foram reveladas quais são as referidas obras nem se havia participação direta de agentes políticos em cada caso. O rol mostra que Youssef usava empresas de fachada para barganhar convênios entre construtoras e companhias públicas e privadas. Em troca, ele confessou que ganhava entre 3% e 15% de comissão.

No período em questão, a engenheira Neuceli Bonafé Boccatto era diretora-presidente da extinta Saned. Ela não foi localizada para comentar o assunto. Reali alegou desconhecer quaisquer irregularidades na empresa. “Todas as obras foram licitadas com muito rigor e critério”, sintetizou.

A Prefeitura de Diadema, atualmente gerida por Lauro Michels (PV), assinou em janeiro convênio de concessão de 30 anos com o governo do Estado em troca do abatimento total da dívida de R$ 1,1 bilhão. O passivo englobava valor do rompimento unilateral de contrato para fornecimento de água e esgoto, em 1994, e diferença no pagamento do metro cúbico de água distribuído na cidade.

Não é a primeira vez que a empresa pública municipal aparece em situação delicada de averiguação. No ano passado, a Saned foi incluída na Operação Águas Claras do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que investiga esquema de corrupção em licitações em diversas autarquias de saneamento do País. Em Diadema, a quadrilha atuou em licitação aberta em fevereiro de 2012. A concorrência era de serviços de leitura de medidores, com apresentação de faturas, entrega de comunicados de irregularidades e atualização cadastral.

NA ROTA
Levantamento da PF indica que a região já esteve na rota do doleiro. De acordo com a apuração, o cabeça da operação tinha relações com o deputado federal Vicente Cândido (PT). O petista é citado no relatório porque ele e Youssef buscariam recursos em São Bernardo, município administrado por Luiz Marinho (PT). A tentativa de captação de verba, contudo, foi frustrada, segundo mensagens de texto interceptadas pelo órgão.

Últimas Notícias:
Projetos ESG Resultados no Saneamento

Projetos ESG e seus resultados no saneamento

Projetos ESG são práticas adotadas por empresas com base em critérios ambientais, sociais e de governança corporativa. A implementação bem-sucedida de projetos ESG reduz riscos e impactos sociais, ambientais e financeiros das operações. Dessa forma, atraem investidores e contribuem para a sustentabilidade das atividades.

Leia mais »
Descarte Correto de Resíduos

Saiba como descartar resíduos corretamente e evitar doenças como a dengue

Além de crime ambiental, o descarte irregular de resíduos sólidos traz diversos prejuízos ao meio ambiente e à população. Estes pontos se tornam ambientes propícios para a proliferação de vetores de doenças, levando às situações de alagamentos em período de chuva, comprometendo a qualidade do ambiente e da paisagem do local, além de gerar o aumento dos custos públicos com a remoção do material descartado de forma incorreta e também dos gastos com saúde pública.

Leia mais »
Contrato Sabesp Vale do Paraíba

Novo contrato da Sabesp prevê aporte de R$ 18,6 bilhões no Vale do Paraíba até 2060

Atualmente em consulta pública, o novo contrato da Sabesp encontra-se em processo de desestatização, proposto pelo governo do estado de São Paulo. Os investimentos estão previstos em R$ 18,6 bilhões até o ano de 2060, no Vale do Paraíba e Litoral Norte. Cerca de R$ 5 bilhões serão destinados à universalização do saneamento básico nas 28 cidades atendidas pela Sabesp na região até 2029. As obras que pretendem levar água potável, coleta e tratamento de esgoto para toda a população, foram definidas com as prefeituras.

Leia mais »
Dmae Fumaça Ligações Irregulares

Dmae de Uberlândia/MG vai iniciar testes de fumaça para identificar ligações irregulares de esgoto

A partir da próxima segunda-feira (4), o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) iniciará testes de fumaça para detectar ligações irregulares na rede de esgoto do município. O primeiro bairro atendido será a região do bairro Pampulha. O local em questão foi escolhido para iniciar os trabalhos devido ao grande número de chamados para desobstrução de rede, especialmente em período de chuva. Futuramente, outros bairros da cidade receberam os mesmos testes.

Leia mais »
Manejo de Resíduos Biometano Brasileiro

Ao custo global de R$ 3,1 tri, manejo de resíduos pode virar negócio, como o biometano brasileiro

Segundo alerta feito pela ONU nesta quarta-feira, 28, o volume de resíduos no mundo, que atingiu 2,3 bilhões de toneladas em 2023, continuará crescendo exponencialmente, até 3,8 bilhões de toneladas até meados deste século. A crise será ainda mais grave nos países onde os métodos de tratamento ainda são poluentes: aterros sanitários (contaminação do solo, emissões de poluentes e gases de efeito estufa, como o metano) e incineração sem recuperação.

Leia mais »
Sanasa Campinas Saneamento Básico

Campinas tem saneamento superior à média nacional

Dados do “Censo 2022: Características dos domicílios – Resultados do universo”, publicados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmam a elevação dos indicadores de moradores com acesso ao saneamento básico em Campinas.

Leia mais »