saneamento basico
drenagem

Prefeitura construiu mais de 150 km de drenagem em Boa Vista/RR

Escondida embaixo da terra e de um asfalto novo, a drenagem urbana é uma das obras fundamentais para a organização da cidade, pois é por meio de suas galerias subterrâneas que se reduzem problemas como os alagamentos.

Esse serviço é prioridade da prefeitura que, desde 2013, construiu 151,7 quilômetros de drenagem na capital, mais que a distância entre Boa Vista e Caracaraí.

O resultado dessas intervenções foi a eliminação, até agora, de mais de 40 pontos críticos de alagamento e o fechamento de antigas valas que causavam transtornos aos moradores de diversos bairros da capital. A drenagem agiliza o escoamento da água, evitando o acúmulo em vários locais.

As obras alcançaram vários bairros de Boa Vista, principalmente os da Zona Oeste, que sofriam com as consequências negativas das chuvas. Outros 12,29 km de drenagem estão sendo construídos.

Obras de Drenagem

Bairros como Bela Vista, Nova Cidade, Buritis, Caranã, Cidade Satélite, Sílvio Botelho, Equatorial, Raiar do Sol, Senador Hélio Campos, Jardim Tropical e outras dezenas receberam os serviços de drenagem da Prefeitura de Boa Vista. A maior parte dos recursos para a execução dessas obras foi viabilizada pelo ex-senador Romero Jucá.

Por conta do trabalho da gestão municipal, muitos moradores sentiram a diferença dos invernos anteriores, mesmo Boa Vista sendo uma cidade plana, cortada por sete igarapés, o que normalmente faz com que a água da chuva demore um pouco mais de tempo para escoar.

“As obras da prefeitura mudaram a realidade de muitos bairros que antes sofriam com os problemas causados pelas chuvas, a exemplo dos alagamentos. Ao eliminar esses pontos críticos, nós oferecemos uma qualidade de vida melhor para a população. Por conta dessas obras, já avançamos bastante na infraestrutura de Boa Vista. Ainda há muito a se fazer e muitas obras ainda serão concluídas até o final da gestão”, destacou a prefeita Teresa Surita.

LEIA TAMBÉM: CEDRO/CE REALIZA OBRAS DE ESGOTO E DRENAGEM DE RUAS

Pontos Críticos

Desde 2013, a prefeitura monitora pontos críticos de alagamento na cidade, de lá para cá, 92 pontos já foram mapeados e monitorados. Com algumas obras de drenagem feitas até o ano passado, mais de 40 principais e precários pontos críticos foram eliminados.

Obras de drenagem têm um alto custo e demandam parcerias, tempo e planejamento para serem executadas. Nos últimos anos, a Prefeitura de Boa Vista intensificou os trabalhos em infraestrutura da cidade, buscando recursos e elaborando estratégias para garantir que muitos bairros sejam atendidos com o serviço.

Antigas valas foram fechadas

Desde 2013, já foram tubuladas 8,5 km de valas abertas, que antes causavam transtornos para a população. Com as obras da prefeitura, além de tubuladas as ruas ganharam infraestrutura, que trouxeram qualidade de vida aos moradores.

Dentre as valas fechadas pela atual gestão, estão as localizadas nos bairros: Nova Cidade (rua Curitiba), Santa Tereza (rua Poraquê), Caranã (rua Manoel Sabino), Raiar do Sol (av. Universo), Senador Hélio Campos(HC-13) e Paraviana (rua Claudionor Freire).

Outras obras deste seguimento estão ocorrendo em outros pontos da capital, como no Bairro dos Estados. As ruas Pernambuco e Rio Grande do Sul, que recebem quase dois quilômetros de tubulação.

Fonte: Boa vista.

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »