29 de fevereiro de 2016

Tarifa não cobre custo da água em Alagoas

Metro cúbico para a Casal em 2014 saiu a R$ 4,08 – maior da região NE – enquanto valor cobrado foi de R$ 2,86

Uma empresa, seja pública ou privada, precisa ter como pilar o seu equilíbrio financeiro. Se ela não tem como objetivo o lucro – para o caso das empresas públicas –, o prejuízo não ser uma constante e essa é a atual situação econômica da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), de acordo com os dados recém-divulgados pelo Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (SNIS) do Ministério das Cidades (MC).

Leia mais »