saneamento basico
BRK ETE Lontra

Mauá/SP celebra 68 anos com avanços significativos nos serviços de esgoto

Mauá Serviços de Esgoto

Mauá celebra na quinta-feira, 08 de dezembro, 68 anos de história, e a evolução nos indicadores de esgoto tem colocado o município em posição de destaque na região metropolitana de São Paulo.

Município atingiu índice de 89% de tratamento de esgoto, um dos melhores do grande ABC e da Região Metropolitana de São Paulo

Atualmente,?55 milhões de litros de esgoto são tratados por dia na estação de tratamento da cidade. Em quase duas décadas de atuação no município, a BRK, concessionária responsável pelos serviços de esgoto, elevou de 72% para 93% o índice dos serviços de coleta e afastamento, além de passar de zero para 89% o índice de tratamento, possibilitando, além dos benefícios relacionados à saúde das pessoas, uma importante evolução no processo de despoluição dos córregos e cursos d´água que cortam o município.

A cidade de Mauá conta com cerca de 500 mil habitantes e acolhe a nascente do rio Tamanduateí, terceiro maior afluente do rio Tietê, que percorre aproximadamente nove quilômetros do município. A sua nascente foi uma das principais beneficiadas com a retirada do esgoto que era lançado no local.


LEIA TAMBÉM: BRK Ambiental convoca AGE para aprovar IPO no Brasil

Os córregos Taboão e Itrapoã, que cortam os bairros Jardim Adelina, Itapeva, Jardim Camila, Primavera, Jardim Luzitano e Vila João Ramalho, no Parque São Vicente, além do córrego Bocaína, que passa pela Vila Bocaína, Vila Guarani e Jardim Itapark, também já apresentam melhorias na qualidade das águas que correm por seus leitos em decorrência dos avanços dos serviços de esgoto.

“Os avanços dos indicadores de esgoto em Mauá beneficiam diretamente o meio ambiente e demonstram a preocupação da concessionária em oferecer qualidade de vida e bem-estar para a população”, informa Bruno Gravatá, gerente de operações da BRK em Mauá.

Mauá Serviços de Esgoto

Com capacidade para tratar 100% do esgoto coletado, a Estação de Tratamento de Esgoto de Mauá conta com três tanques de tratamento, que operam em ciclos de quatro horas e têm capacidade para tratar uma vazão de 375 litros por segundo cada um, totalizando 1.125 litros por segundo. Isso significa que o volume de cada tanque é de quase 19 milhões de litros, ou seja, os três juntos equivalem a 24 piscinas olímpicas.

O avanço do índice de tratamento de esgoto para 89% ocorreu no mês de outubro e foi possível graças a construção e início de funcionamento de uma nova estação elevatória de esgoto no município, chamada de Guaió e localizada no bairro Recanto Vital Brasil. Além da elevatória, foram realizadas outras treze intervenções em ruas e avenidas da cidade, entre interligações e extensões de redes.

“Para a BRK, prestar serviços de saneamento para muito além do básico é o ponto de partida para uma vida mais digna e sustentável. O objetivo da concessionária é levar o benefício do esgoto coletado e tratado para toda a população do município de Mauá’, complementa o gerente.

Fonte: ABC do ABC.

Últimas Notícias:
Concessão Saneamento Itaú de Minas

Concessão do saneamento de Itaú de Minas já tem interessadas

Pelo menos duas empresas de saneamento do setor privado manifestaram interesse na concessão do serviço em Itaú de Minas, no Sul do Estado, durante a etapa de consulta pública, concluída em 21 de janeiro deste ano. As empresas são a Cristalina Saneamento e a Orbis Ambiental, que também disputou a licitação do serviço em Alpinópolis, cidade da mesma região e de tamanho similar a Itaú.

Leia mais »
Serviços de Coleta de Lixo

Mais de 90% dos brasileiros contam com serviço de coleta de lixo

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados na sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

Leia mais »
Risco Ambiental Fármacos Esgoto

Avaliação de risco ambiental de fármacos e desreguladores endócrinos presentes no esgoto sanitário brasileiro

Este estudo investigou a ocorrência, remoção e impacto na biota aquática de 19 contaminantes de preocupação emergente (CEC) comumente reportados no esgoto brasileiro bruto e/ou tratado. Para 14 CEC (E1, E2, EE2, GEN, DCF, PCT, BPA, IBU, NPX, CAF, TMP, SMX, CIP, LEV), sua presença em esgoto tratado apresentou um alto risco ambiental em pelo menos 2 dos 6 cenários de diluição considerados.

Leia mais »