saneamento basico

Bulgária ganha complexo sustentável com paredes de escalada

A cidade de Sófia, capital da Bulgária, está prestes a ganhar um centro multiuso que unirá esporte, bem-estar e sustentabilidade. Projetado para ser a sede da Walltopia, empresa búlgara que produz artigos para escalada, o local, batizado de Collider Activity Center, vai aproveitar ao máximo a luz do sol para reduzir os gastos de energia, por meio de sua arrojada estrutura, que também abrigará estufas em seu interior, diminuindo as emissões de carbono, ao mesmo tempo em que produz alimentos.

Os responsáveis pelo projeto são os arquitetos do escritório MARS, envolvidos em diversas criações sustentáveis. Ao desenhar o centro de convivência, a equipe levou em conta o conceito do pós-modernismo, construindo um edifício “dobrado”, com paredes externas irregulares que podem ser escaladas – e que, juntamente com as amplas janelas, permitem que a luz do sol seja aproveitada da forma mais eficiente possível nos ambientes internos.

Segundo informou o InHabitat, a estrutura inclinada consegue minimizar o calor na parte de dentro, reduzindo a utilização do ar condicionado, e evitar a ocorrência de sombra do lado de fora, diminuindo, também, a intensidade de iluminação nas imediações do edifício.

Além das estufas instaladas num pátio do Collider Activity Center, o projeto do prédio “escalável” agrega também escritórios e um restaurante. Do lado de fora, também está incluído um spa, piscinas e um centro esportivo, que abrigará quadras e uma academia. Fora isso, os visitantes poderão usufruir de áreas de lazer situadas dentro e fora do complexo.

Na cobertura do edifício (onde acabam as paredes externas de escalada), os visitantes poderão curtir a vista do monte Vitosha, um dos pontos turísticos mais procurados pelos aventureiros que passam pela Bulgária. A parte superior do centro multiuso também vai abrigar um bar, que terá como paisagem a visão do monte gelado.

Para a construção de sua nova sede, a Walltopia realizou um concurso com arquitetos de vários países, que apostaram na criatividade e enviaram seus projetos à empresa. O Collider Activity Center, da MARS Architects, foi o primeiro colocado na disputa.

Fonte: CicloVivo
Veja mais: http://ciclovivo.com.br/noticia/bulgaria-ganhara-complexo-sustentavel-com-paredes-de-escalada

Últimas Notícias:
greenTalks Sustentabilidade de Embalagens

greenTalks entrevista Bruno Pereira, CEO da Ecopopuli, sobre sustentabilidade de embalagens

O segundo episódio da temporada 2024 do videocast greenTalks – uma iniciativa pioneira entre a green4T e NEO MONDO para discutir o papel fundamental da tecnologia na promoção de um futuro mais sustentável – tem como entrevistado especial Bruno Pereira, Especialista em Sustentabilidade Positiva, Líder do Comitê de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e CEO da Ecopopuli.

Leia mais »
Gestão Resíduos Sólidos Urbanos

Estudo aponta caminhos para a gestão de resíduos sólidos urbanos

Apenas a cidade de São Paulo produz cerca de 20 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) todos os dias, sendo 12 mil domiciliares e 8 mil da limpeza urbana, decorrentes de atividades de varrição, recolhimento de restos de feiras, podas e capinas. Considerando somente as 12 mil toneladas produzidas nas residências, isso dá uma média de aproximadamente 1 quilo de lixo por habitante ao dia.

Leia mais »
Lei do Bem Cagece

Lei do Bem: Cagece alcança R$ 3,6 milhões em benefícios fiscais através de investimentos em projetos de inovação tecnológica

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é pioneira no Ceará em aliar os investimentos em projetos de inovação tecnológica e transformá-los em benefícios fiscais. Por meio da chamada “Lei do Bem” (nº 11.196/2005), a companhia conseguiu rastrear e inserir junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um total de R$ 17 milhões, aportados em projetos de inovação nos últimos três anos, rendendo um retorno total de R$ 3,6 milhões em benefícios.  

Leia mais »
Política de Gerenciamento Resíduos Sólidos

Política de gerenciamento de resíduos sólidos em instituições públicas

O presente estudo aborda a problemática ambiental da geração de resíduos sólidos e a inadequação do gerenciamento destes nas instituições públicas. Considerando as limitações das opções de destinação final para os resíduos, é imprescindível minimizar as quantidades utilizadas dentro destas organizações por meio da redução, reutilização e reciclagem. Diante da Política Nacional de Resíduos Sólidos e em consonância com a agenda 2030, busca-se contribuir e apontar caminhos para o enfrentamento da grave questão.

Leia mais »